sábado, 23 de julho de 2011

AMIZADE CONSCIENTE

Estamos vivendo o mês de julho e precisamente no dia 20/07 comemoramos o dia do amigo.
Amigo é o maior tesouro que se pode achar na vida.
Analisemos o que é um amigo: Nem sempre é o que se diz amigo, menos ainda, o que nos abraça e está sempre se desmanchando em sorrisos; o que nos fala sempre com palavras brandas, doces.
Encontraremos o amigo verdadeiro na clareza das ações, quando essas condizem com as suas palavras – isso, é raro.
Por muitas vezes por trás das palavras brandas e doces se encontra um coração que não se dobra verdadeiramente ao amor; um coração rancoroso – Ninguém pode ser bom em uma área de sua vida e seguir ferindo a outros, o amor é um todo indivisível ( Mahatmam Gandhi) – que, mesmo tendo ciência do erro, jamais se desculpa. Prossegue o seu caminho, como que, se nada estivesse a dever – espiritualmente falando –

“A mágoa resseca os ossos”. Sabemos que quando erramos sem que nos desculpemos, isso refletirá na nossa vida espiritual. “Examine-se o homem a si mesmo”.

Teremos da vida segundo as nossas ações e pensamentos.
É importante o reconhecimento do erro.Tiremos a venda dos nossos olhos; façamos uma autoanálise das nossas ações; sejamos dignos e nobres em reconhecermos onde erramos.

O amigo deve ter senso de justiça para com a outra parte. Essa justiça deve começar dentro da própria casa. Justiça requer imparcialidade no julgamento – falo do discernir o certo do errado, não do pronunciamento condenatório. Certo é o que está certo.
Jamais deixemo-nos levar por amizades ou laços consangüíneos , na explicitação do nosso parecer.

É responsabilidade de um amigo reconhecer erros e acertos de quem se tem por amigo. Porém, o discernimento desses erros, não deverá cooperar para o detrimento dessa amizade. Estando certa ou errada, a amizade prevalecerá. A verdadeira amizade aplaude na hora certa, ralha no momento exato – o amigo difere do bajulador. Amigo é o que mostra o erro, sem que seja conivente com ele – o que é conivente com o erro se torna um com ele.

A verdade liberta mesmo que, venha sacudir, a quem costuma pensar estar e ser sempre correto, dono da razão. Chegará o momento em que haverá o despertar. A verdade, antes dolorosa, julgada ultrajante – embora libertadora –, veio através de um verdadeiro amigo e não de um bajulador.

O amigo critica construindo.
Jamais fala mal sem que esse - o amigo - esteja presente.
A maior fraqueza do ser humano é falar de quem, enganosamente, o tem por amigo, na sua ausência. Impossibilitando a sua defesa e explicações.
Pensar conhecer tudo e a todos, em profundidade; fazer conclusões próprias, sobre fatos e pessoas que, em verdade, são completamente diferentes do que se imagina, atraindo para si coisas negativas é muito perigoso.

“Nem tudo que é parece ser e nem tudo que parece é”.

Receberemos da vida não mais, não menos, do que pensarmos ou executarmos contra o nosso próximo.
Lembremos de uma palavra que faz parte, integra e é imprescindível na amizade – “fidelidade”. As duas são ingredientes perfeitos do amor.
Havendo amor haverá fidelidade. Na falta dela, o amor estará em falta. A infidelidade nos conduz a vários caminhos e buscas. Quem encontra o amor não tem o que e/ou a quem buscar – já encontrou.

Não lhes falo sobre o amor Eros, mas sobre o amor Ágape, Zoe, este último é o amor que deve existir entre irmãos, amigos – o puro amor de Deus. O amor que existiu entre Jônatas e Davi e/ou vice-versa. O amor que Jônatas sentia por Davi transcendia ao amor de muitas mulheres. Essa verdade bíblica concerne, ao fato de que, muitas vezes não se encontra em uma mulher: sinceridade, fidelidade. O amor nela existente, algumas vezes, não é suficiente, para uma convivência em honra transformando-a em traição.
Dessa forma, a fidelidade e sinceridade existente na amizade entre, o súdito – espiritual – Jônatas e o rei Davi era tão excelente, e, pura que transcendia ao amor de muitas mulheres.
O puro amor de Deus sem nenhum sentimento que fosse contrário a verdadeira amizade; sem nenhuma referência a sexualidade. Nada mais além, ou aquém. Amizade em amor e justiça.
Importava a Jônatas agradar a Deus.
Os laços consanguíneos não o afastaram da retidão. Ele sabia que o seu pai – o rei Saul estava enlouquecido pela inveja e ciúmes. Deus era com Davi e estava com Davi. Sendo ele contra Davi seria contra Deus.
Na verdadeira amizade há senso de justiça – o certo jamais deixará de ser certo. Isso é agradável a Deus.

Desejo a você a felicidade de encontrar um amigo verdadeiro.


EstherRogessi. Escritora UBE Mat. 3963. Texto: Amizade Consciente. Categoria: Narrativa 18/07/2010. Releitura 23/07/11.

domingo, 10 de julho de 2011

DEPOIMENTO



Religião é um tema - para mim, indiscutível. Escrevo sobre o assunto, segundo a minha fé - que não me foi imposta por homens, eu a encontrei segundo experiências próprias e profundas com o Senhor Jesus. Eu, que nasci e vivi até a idade adulta – e bem adulta–, o catolicismo, imposto por minha família, mesclado com o espiritismo que, eu admirava por seu misticismo - algo existia muito forte em mim, na minha ignorância – pois, não conhecia a Deus como deveria e, sim, de ouvir falar – desconhecia principalmente o fato de que, a origem de tudo quanto eu admirava - o místico - estava e está no Poder do Espírito Santo de Deus que é manifesto aos que LHE amam e buscam em sinceridade e consciência sem que, venha dividi-Lo com outrem - Deus não dá a Sua honra e glória a ninguém. O fato é que me encontrei e quem se encontra é fiel - não busca outros caminhos; outras respostas. Procura crescer e fazer crescer dentro de sua fé a si e a outros de boa vontade.
"(...) Não por força nem por violência, assim diz o Senhor dos exércitos mas pelo meu Espírito
( Zc 4.6 / Bíblia Sagrada)

CONSCIENTIZAÇÃO

Quando descobri o que sou para Deus, a opinião da oposição a meu respeito perdeu o efeito; quando me conscientizei do que Deus é para mim, dispensei intermediários(EstherRogessi).

Quanto ao místico que eu admirava, em outra religião, fez-me Deus abundar em graça – constituiu-me profeta (?), conhecedora dos dons do Espírito Santo - sou pentecostal.
Como profeta de Deus; líder religiosa de um Ministério Pentecostal, ouvindo a voz do meu Senhor que me guia em sabedoria, amor e justiça. Jamais direi crer na Bíblia em parte. Creio totalmente, de Gênesis a Apocalipse, senão não a teria como lâmpada para os meus pés.

Os nossos Pais Apostólicos e os Apóstolos do Cordeiro - os 12 comissionados que, conviveram diariamente com o Senhor - escreveram do que presenciaram e do que receberam Dele, após a Sua ressurreição - espiritualmente falando -. Foram homens íntegros e tementes a Deus; compromissados com a VERDADE e não com as próprias verdades.
Concordo, porém, com o fato de que, houve engano quanto ao discernimento textual por parte dos apóstolos do Cordeiro em uma e/ou outra passagem dos Evangelhos – isso, devido ao fato, de serem eles discípulos, alunos do Mestre. O Mestre, porém, é tão maravilhoso que, jamais ocultou as falhas do seu povo, e isso, para exemplificar às gerações futuras. Exemplo perpétuo de que o homem é simplesmente criação Sua, Ele é Deus que, por Sua misericórdia dota ao homem da dádiva de receber do Seu Espírito inspiração para falar e escrever para a Sua Igreja - através dos dons do Espírito.
A Bíblia Sagrada está ao alcance de todos, porém, o discernimento de suas parábolas, falar metafórico, e, verdades espirituais, independe de diplomas terrenos... São discernidos pelo Espírito. Entendi isso, após a minha conversão e comunhão com Deus. Hoje, não me compraz ler uma Bíblia editada em linguagem simplificada, modificada. Prefiro a versão original, pois, o Espírito discerne todas as coisas e por nenhuma delas é discernido.

Antes, porém, de conhecê-Lo como hoje, por Sua misericórdia e graça, O tenho conhecido, quando eu tentava ler uma Bíblia que, os meus pais católicos tinham recebido, de presente de amigos evangélicos, eu me exasperava, na minha ignorância dizia: "Como pode uma Bíblia ser editada em uma linguagem que não se entenda...?"

Durante os anos em que escrevo, e, posto nos sites nos quais, me hospedo, raramente manifesto o meu lado religioso. Tenho aprendido a exercer os meus papéis a tempo e fora dele. Tenho uma vida eclesiástica que não a troco por ouro algum, e, nem fama alguma. Se o meu Deus me ordenar parar de escrever e poetizar, agora, o farei! Escrevo e poetizo para a honra e glória Dele – não sou fanática -, tanto quanto, lidero o Seu povo e busco não me corromper. Antes, prefiro que Ele me tire a vida. ELE É MINHA SUFICIÊNCIA e tem me colocado em lugares altos, para que, eu saiba que Ele coloca mendigos em tronos e abate reis – A Ele a glória.

Faço o meu trabalho sem buscar evidências, apenas escrevo em liberdade de espírito. Respeitando a todos e buscando aprender a cada dia, principalmente amar.

Muita paz a todos

EstherRogessi. Escritora UBE. Mat.3963. Depoimento. 10/07/11

sábado, 2 de julho de 2011

CONSCIENTIZAÇÃO

Quando descobri o que sou para Deus, a opinião da oposição a meu respeito perdeu o efeito; quando me conscientizei do que Deus é para mim, dispensei intermediários...

(EstherRogessi)

sexta-feira, 1 de julho de 2011

POR TRÁS DO APARENTE AMOR

Veja Deus que, com imensurável amor tudo criou
- animais, rios, mares e as mais belas paisagens
Porém, ao homem, para a Sua glória o exaltou...
A ele tudo, absolutamente tudo, sujeitou.

Veja Deus que, ama a toda a Sua criação...
Negou ao animal enxergar a perfeição das cores
Aos próprios olhos deleitou - com tal visão
Capacitou ao homem – causador de dores

Veja eu, em revolta, pelos atos desumanos
Desprezando a quem Deus criou – para a Sua glória
Amando aos bichos, mais que, aos desumanos humanos

Sem perceber a profundidade do meu ato insano
Enclausuro-me, rejeito o convívio com o ser humano
Construo, para mim, jaulas invisíveis – sou desumano!


EstherRogessi,Escritora UBE Mat.3963

Recife-16/06/10
Às 03:25h

DESISTIR DO HOMEM


DESISTIR DO HOMEM É TENTAR ANULAR O SACRIFÍCIO DA CRUZ

SOU PLANO DE DEUS


Há anos passados Deus planejou semear uma semente – diferente em uma terra dantes semente.
Imagine... Antes de o meu existir, Ele – que foi, é, e será eternamente – planejou uma vida para mim.
Em Sua soberania, não consultou vontades, desejos – moldou-me segundo o Seu querer, assim é que eu vejo.
Soprou uma brisa leve... Deu-me o fôlego de vida. Cresci!
Fortaleceu-me os tombos; após cada queda levantei-me melhor.
Na faculdade da vida... Aprendi e jamais me formei.
Formei filhos e filhas, ensinei.., aprendi - surpreendentemente com quem não esperei.
O fantástico da vida é viver - VIVO!
Sou plano de Deus – vitoriosa sempre – Ele não falha no que executa.


By EstherRogessi,Escritora UBE Mat.3963.
29/07/11

A FORÇA DE TUA FRAGILIDADE

Momento de encantamento é acoplar-me a teu corpo
Sentir-te frágil em meus braços – sou a concha, tu... a pérola.
Momento de encantamento é desaguar em tua fonte,
Inundar-te, sentir-te em vibração...
Afogar-me em te, embriagar-me com o teu cheiro,
Momento de encantamento é viver a força de tua fragilidade...
Entregar-me sem reservas, desnortear-me com os teus beijos.

Quem sou eu

Minha foto
Baronesa da Gothia Rogessi de A. Mendes (EstherRogessi). Pernambucana, outorgada com Título Nobiliárquico - Alta Insígnia BARONESA DA GOTHIA da Augustíssima e Soberana Casa Real e Imperial dos Godos de Oriente, DAMA COMENDADORA da Real Ordem dos Cavaleiros e Damas Rei Ramiro de Leão. Comendadora pelo CONINTER ARTES.. Escritora UBE/SP; Embaixadora da Paz (FEBACLA); Artista plástica, Membro Correspondente de várias Academias de Letras e Artes Nacionais e Internacionais. Consulesa e Comendadora. Tem escritos publicados em Antologias e Revistas Virtuais, no Brasil e exterior. Publicou o seu primeiro livro solo, pela Editora Literarte intitulado "Conflitos de uma alma" Romance ISBN 978-8-5835200-8-5 EstherRogessi recebeu várias premiações nacionais e internacionais.

Tesouros Escondidos...