quarta-feira, 9 de setembro de 2009

Não Pense... Faça! (Pensamento)



NÃO PENSE...FAÇA! (Pensamento)

Saber o que é preciso fazer e não fazer...
O que é preciso falar e não falar...
Saber que tem de ir...e ficar...
É se arriscar a ver a vida passar.
Ao acordar...Passou!
Não voltará!

EstherRogessi. Pensamento: Não Pense... Faça! 30 /08 /09.
Creative Commons License
This obra by Attribute work to name is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil License.

Vivamos o Momento (Poesia Livre)



Esse amor que trago em mim...

Que nasceu manso em meu existir,

lentatamente vivo...

Pois, bem sei, chegará o fim!...

Olho-te...Conquista da minh'alma,

brisa, que acaricia-me o corpo,

companhia dos dias sombrios...


No existir há para tudo um fim...

Temo não mais ter-te, ver-te.


Surge o dia... Logo morre dando lugar a noite

com seus mistérios e beleza.

Sussurros e uivos... Bela natureza!


Gemidos e dores de prazeres e horrores...

Amores que começam e findam...

Amanheçer na praia, vento cálido...

Despontar de sol... num dia frio.


Às águas que a lua lá do alto prateou,

toca-me os pés... descalços sobre a areia,

que de mim foge!


Toma-me em teus braços...

Rodopiamos felizes...

Por quanto tempo?...

Quando me faltarás

ou, quando te faltarei?...

Intensamente vivamos este momento!

EstherRogessi.Poesia Livre: Vivamos o Momento.Categoria:Narrativa.
Creative Commons License
This obra by Attribute work to name is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil License

Cabul (Poema minimalista) Homenagem ao meu amigo Cabul

... Que em Cabul, haja poesia
Que em seu céu plainem às pipas
e não os besouros de aço...
Que suas mulheres possam ler e escrever,
amar livremente, poetar...
Como hoje, eu faço!



Creative Commons License
This obra by Attribute work to name is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil License.

Harriet Logan & às Pipas da Liberdade ( Artigo)

Harriet Logan... Um exemplo de mulher!
Espírito guerreiro, protegido por uma armadura aparentemente frágil – corpo feminino –. De origem inglesa. Uma cidadã do céu!

Os confrontos entre o Taliban e as tropas nacionais e internacionais, os maus-tratos, sofridos por seu povo e a submissão imposta às suas mulheres, levou a fotógrafa inglesa a infiltrar-se dentre elas, às mulheres de Cabul.

Disfarçada sob a burkha – vestimenta que encobre totalmente o corpo, deixando a mulher irreconhecível – , sob ela, levava sua máquina fotográfica, e assim, entrava nos lares, para entrevistar às mulheres... Desta forma, se tornou possível, mostrar ao mundo os horrores que o povo deste país sofreu – em particular suas mulheres –, durante o Regime Taliban, que se estendeu de setembro de 1996 a outubro de 2001.

Harriet Logan aceitou o convite da London Sunday Times Magazine, em dezembro de 1997, para colher imagens das mulheres afegãs, subjugadas pelo dito Regime, há quinze meses.

Juntamente com um fotógrafo e intérprete, no trajeto de seis horas do Paquistão à Cabul, simplesmente por não ter coberto devidamente o corpo e ter deixado à mostra uma mecha de cabelo, os seus acompanhantes foram duramente espancados.

Os afegãos eram proibidos dentre outras coisas, de rir em público, ouvir música, ou empinar pipas e aos homens, era-lhes proibido cortar a barba. Às mulheres, além de esconderem sob a burkha, não podiam estudar, trabalhar ou mesmo usar produtos de beleza.

Harriet colheu dezenas de depoimentos de mulheres – profissionais competentes – que foram obrigadas a abdicar de seus ofícios. Algumas delas, após os depoimentos não mais foram encontradas. Entre tantos testemunhos de opressão, foram colhidos os de meninas que impedidas de estudar, carregavam sob suas vestes, livros e cadernos, para estudarem com as corajosas mestras que se escondiam em seus lares e os transformava em salas de aulas... Tanto quanto, em salas clandestinas de uma ONG de costura, cujas profissionais tinham sido presas por exercerem a profissão.

Harriet voltou a Cabul, após a partida do Taliban. Queria constatar a realidade atual. Não mais haveriam subjugados...

Viu muitos aparelhos de TV, música no ar, risos, gargalhadas... E muitas pipas voando livremente. Porém, as mulheres afegãs, continuavam usando suas burkhas.

O Taliban se fora, porém, em cada homem, continuava o espírito opressor!
Alegaram que não estavam acostumados a ver suas mulheres com os corpos desnudos.

Resta-nos a alegria de sorrir, vendo o colorido das pipas no céu...


EstherRogessi. Harriet Logan & às Pipas da Liberdade. Artigo. Categoria:Narrativa. Fonte: Google. 07 /09/09.
Creative Commons License
This obra by Attribute work to name is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil License

O Sexismo Em Todas Às Eras (Crônica)



De forma peculiar, John Stuart Mill (1806 -1873), fez notória a dificuldade que às mulheres encontrariam no tocante a fazer valer a própria emancipação. Isto, devido a multiplicidade de condicionamentos a elas impostos. Mesmo diante de tantas vitórias, alguns destes, ainda subsistem maquiados.

Ao longo do tempo, a mulher passou por vários tipos de opressão, em grupos sociais diversificados. No passado, subjugadas pela classe dominante – senhores de escravos – que às usavam e tinham sobre elas todos os direitos, acobertados pela lei, como se objetos fossem. Na realidade, “os homens,” sempre tiveram em si, o sexismo, que tende à favorecer um sexo em detrimento de outro; que difere do machismo, por ser este um sentimento que denota ódio.
Podemos, dizer, e exemplificar tal abominável conduta, usando o caso do Taliban, contra as suas mulheres – mulheres de Cabul –. Existia uma triplicidade de sentimentos, contrários a mulher: o sexismo, o machismo e a misogenia, que é a aversão a tudo quanto seja feminino.

Como o homem sempre esteve – por si próprio – à frente da mulher, sendo ele a comandar, ditar leis e emendá-las, sempre com a visão voltada para o sexismo, tratou para que estas, fossem educadas, de forma a acatarem o subjugo de seus senhores. Hoje, não mais em senzalas fétidas, porém, em senzalas d’ouro. Nestas, ora, habitam escravas brancas e perfumadas.

Às classes dominantes do passado, mantinham um distanciamento dos seus dominados. A diferença, hoje, existente, está nas prisões sem grades, no fato da classe dominante ser íntima do dominado.

Na verdade, onde nasceu ou qual a primeira atitude masculina sexista?
Qual a referência para tal atitude?
O livro da Lei? A Bíblia Sagrada?
Se desta, certamente interpretada, como não deixaria de ser, segundo a visão sexista.
Creio ser esta, direção para o homem temente e sabedor da existência de Deus. Independendo de crença religiosa. Dela, toda uma sociedade ordeira, recebe e segue seus ensinamentos.
Está escrito:
(Gn 2.18) E disse o Senhor Deus: Não é bom que o homem esteja só, far –lhe-ei uma adjutora, que esteja como que diante dele.

Como que diante, não é por trás, não é sob, e menos ainda, adiante ou à frente, porém, lado à lado: posição de igualdade : De onde então, recebeu o homem a visão sexista de “ser sobre”, de subjugá-la, contrariando a Palavra de Deus, que diz: Porque Deus não faz acepção de pessoas?

Bem sei eu, que teologicamente falando, o sentido hermenêutico do contexto bíblico, se refere a Eleição:
Dt 10:17 — Pois o SENHOR, vosso Deus, é o Deus dos deuses e o Senhor dos senhores, o Deus grande, poderoso e temível, que não faz acepção de pessoas, nem aceita suborno...
No NT temos em:
Tiago 2:1,9 — Meus irmãos, não tenhais a fé em nosso Senhor Jesus Cristo, Senhor da glória, em acepção de pessoas... 9 se, todavia, fazeis acepção de pessoas, cometeis pecado, sendo argüidos pela lei como transgressores.

Há em livros e epístolas bíblicas, situações que denotam o subjugo das mulheres, porém, creio dever isto, não ao Deus incorruptível e justo, mas, a sentimentos sexistas imbuídos em homens que traziam em si, vestígios de dogmas existentes em suas raízes.
Porém, que hoje, a luz do evangelho pleno; do amor verdadeiro de Cristo; da revelação do Cristo ressurreto, não podemos achar coerência na disparidade de pensamentos, atribuídos por muitos ao caráter imutável e amável de Cristo.

Eras diferentes: senhores feudais, patriarcais... Caráter sexista, feras à solta! Cuidado!...Presas! Não fiquem... Não fiquem presas!

EstherRogessi. O Sexismo Em Todas Às Eras. Crônica.Categoria: Narrativa. 08/09/09.

Creative Commons License
This obra by Attribute work to name is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil License

quarta-feira, 2 de setembro de 2009

Paz (Letrix)




P

A

Zumbido no ar // Do que paz não dar // besouros de aço...




EstherRogessi.Letrix:Paz.29/08/09.
Creative Commons License
This obra by Attribute work to name is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil License.

SAUDADE (Letrix) Poesia Minimalista




S
A
U
D
A
D
Esse mal que corrói // Sofro... banzo é o mal // Na minh'alma coração dói...


EstherRogessi.Letrix:Saudade.30/08/09.
Creative Commons License
This obra by Attribute work to name is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil License.

Boca (Letrix)



B

O

C

Ávida, faminta // caverna surpreendente //... habitat de serpente


EstherRogessi.Letrix:Boca.Categoria:Poética.30/08/09
Creative Commons License
This obra by Attribute work to name is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil License.

Amor e Chuva (Letrix)



A
M
O
R

E

C
H
U
V

Amo te amar // No sol na chuva // em qualquer lugar...



EstherRogessi.Amor e Chuva (Letrix) 30/08/09.
Creative Commons License
This obra by Attribute work to name is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil License.

Natan ( Letrix).



N
A
T
A
Nasce burro o burro // essência essência é... // Flores não o faz menos burro.

EstherRogessi.Natan ( Letrix).Poesia Minimalista.30/08/09.
Creative Commons License
This obra by Attribute work to name is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil License.

O Menu do dia... Poesia Minimalista ( Letrix)



O

M
E
N
U

D
O


D
I
Alimento natural é saudável //peixes, saladas e sucos // Faz bem ao coração em tudo é agradável...

EstherRogessi
Creative Commons License
This obra by Attribute work to name is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil License.

Não Pense... Faça! (Pensamento)



NÃO PENSE...FAÇA! (Pensamento)

Saber o que é preciso fazer e não fazer...
O que é preciso falar e não falar...

Saber que tem de ir...e ficar...
É se arriscar a ver a vida passar.
Ao acordar...Passou!
Não voltará!

EstherRogessi. Pensamento: Não Pense... Faça! 30 /08 /09.
Creative Commons License
This obra by Attribute work to name is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil License.

Poetrix: No Sol...Na Chuva



Amo te amar no sol... Na chuva... Qualquer lugar
A chuva que sobre nossos corpos cai...
Mistura-se com o rio que de mim sai.


EstherRogessi. Poetrix: No Sol...Na Chuva. Categoria: Poética.30/08/09.
Creative Commons License
This obra by Attribute work to name is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil License

Letrix: Amor



A

M

O

Riso e encantamento // Sinto a todo momento // quando comigo estás


Esther”Rogessi”.Poesia Minimalista Letrix: Amor. Categoria: Poética.Mural dos Escritores. Publicado no
http://sindicatodosescritores.ning.com/profile¬/Esther
.
Creative Commons License
This obra by Attribute work to name is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil License

Letrix: Gotas



G

O

T

A

Saem de mim // rubro sangue // da vida o fim


EstherRogessi.Letrix: Gotas. Mural dos Escritores.30/08/09.
Creative Commons License
This obra by Attribute work to name is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil License.

Palíndromos.Estruturados Em Frases



Sonhos... Fantasias,
Ficção ou utopia.
Caramujos, caranguejos...
Abundante lama vejo!
Saíram o tio e oito Marias...
O tio que tio não era...
Da lama... Buscando alegria!
Ao endereço: Zé de Lima, rua Laura mil e dez.
Esquecendo de lavar a lama – crosta – em seus pés!
Enfraquecidos, exauridos...
Assim mesmo, rir, o breve verbo rir,
Ao vento espalha o eco...
Beleza infinda, o céu sueco!
Do mangue, do Recife, saem...
Do desconforto, falta de cama, em busca da sonhada fama.
A mala nada na lama...
Nove vidas do submundo... Da plebe, beira do cais...
Vivendo o grande sonho, que não pensaram viver jamais!
Turismo Internacional... Notícia de jornais!
Incongruência, contradição, opostos que se atraem...
Caramujos, caranguejos, que do nordeste saem.
Tornam-se astro e estrelas nas páginas dos jornais.
O lobo ama o bolo;
O galo ama o lago... Tudo isso eu escrevo,
E um alto preço pago!...
Procuro notícias deles, e dentre eles sou dama...
Faz tempo que de Recife saí...
Anotaram a data da maratona?
Nada quero perder, uso até mesmo binóculos.
Descuidei-me! Socorram-me, subi no ônibus em Marrocos!

EstherRogessi.Palíndromos.Estruturados em frases. 01/09/09.
Creative Commons License
This obra by Attribute work to name is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil License

Quem sou eu

Minha foto
Baronesa da Gothia Rogessi de A. Mendes (EstherRogessi). Pernambucana, outorgada com Título Nobiliárquico - Alta Insígnia BARONESA DA GOTHIA da Augustíssima e Soberana Casa Real e Imperial dos Godos de Oriente, DAMA COMENDADORA da Real Ordem dos Cavaleiros e Damas Rei Ramiro de Leão. Comendadora pelo CONINTER ARTES.. Escritora UBE/SP; Embaixadora da Paz (FEBACLA); Artista plástica, Membro Correspondente de várias Academias de Letras e Artes Nacionais e Internacionais. Consulesa e Comendadora. Tem escritos publicados em Antologias e Revistas Virtuais, no Brasil e exterior. Publicou o seu primeiro livro solo, pela Editora Literarte intitulado "Conflitos de uma alma" Romance ISBN 978-8-5835200-8-5 EstherRogessi recebeu várias premiações nacionais e internacionais.

Tesouros Escondidos...