terça-feira, 26 de março de 2013

O SORRISO QUE O TEMPO NÃO APAGOU!


RELEITURA


Há coisas que o tempo não apaga.
Quando criança, na cidadezinha do interior onde  nasci  – região da mata canavieira de Pernambuco -,  Palmares, sempre que me assentava à frente da nossa casa, eu via passar aquela jovem mulher trazendo, um sorriso contínuo em seus lábios.

Apesar de minha pouca idade, aquele sorriso adentrava em meu ser. A minha alma indagava o por que  de   àquela  mulher ter sempre  um sorriso nos lábios...?
Como ela era bonita!

Assentada no chão – coisa de criança – , ela passava, e me olhava de cima para baixo... Até os seus olhos sorriam.
Que poder tem um sorriso...!

O tempo passou, porém, em mim, o sorriso daquela linda mulher ficou! Após os longos anos que se passaram, bem sei... Que, tudo nela mudou: os seus cabelos embranqueceram; surgiram as rugas... Aquela pele, clara e rosada mudou a sua textura, mas aquele sorriso... Encantava, era um estado de "Graça.”

Oro, para que ela não o tenha perdido. Não perdi a sua doce lembrança...
Tudo isso que parece sem importância, docemente fez-me aprender, o quão importante é o quase nada, do presente, na construção das lembranças futuras; nas vidas dos que, hoje, são crianças.



Licença Creative Commons

O trabalho O SORRISO QUE O TEMPO NÃO APAGOU! de EstherRogessi foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Brasil.   Recife, 27/03/13




Filosoficamente... Louca!


Não consigo imaginar o que leva alguém a afirmar que é  muita soberba acreditar que o que cremos é a verdade.
Construímos o nosso ideal com base no que cremos – seja em qual for a área  – o nosso ideal é a nossa bandeira; é a nossa verdade, fundamentalismo? Que seja!
Ninguém segue o que não crer. A nossa força está no que cremos e essa só será forte, quando absoluta. A isto chamamos fé. 
Segundo o filósofo Frances – Blaise Pascal (...)  A fé começa onde termina a razão. Muitas vezes sou desprovida dela.



Licença Creative Commons

O trabalho Filosoficamente... Louca! de EstherRogessi foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Brasil.   Recife, 27/03/13



quarta-feira, 20 de março de 2013

CARÁTER


Não perco a minha essência - registro da minha existência; não me tornarei nula!


EstherRogessi.Releitura,Frase:Caráter,Recife,10/08/2009.



Licença Creative Commons

O trabalho CARÁTER de EstherRogessi foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Brasil.   Recife, 27/03/13

VITRINE VIRTUAL

Quando navegamos na NET deparamo-nos com páginas e perfis de pessoas, muitas vezes fabricados, falsos , desde a foto – tirada aos vinte, quando se está aos quarenta – necessidade de iludir, iludindo-se na busca da realização de viver o desejado, mesmo que ludicamente. Há um dito popular que diz: “Vale o que está escrito.” Endosso a veracidade dessa frase concernente a documentações comprobatórias, sobre tudo quanto houver relevância a acertos, entre as partes envolvidas em um negócio, e/ou, etc. Quanto aos perfis virtuais... Não são confiáveis – ressalto haver exceções –, há sempre o risco de engano no que se ler. 

Pessoas denominam-se: doutores, teólogos, jornalistas, filósofos, pastores de ovelhas – quando em verdade não passam de pastores alemães – comedores de carne, e não mantenedores; auxiliadores espirituais e/ou, prestadores de socorros – TINTA, PAPEL E ANEL –. Por falar neste último, lembro de um jargão antigo: (...) Quanto maior o anel mais burro o bacharel! O mais intrigante de toda essa temática é que o mundo virtual, infeliz e comumente, valoriza mais a imagem do que o conteúdo – é uma vitrine – onde brilham medalhas, comendas, diplomas, troféus e vasta exposição de siglas acadêmicas, imprescindíveis para que sejamos creditados literariamente falando, é um shopping com incontáveis vitrines, onde adultos, como que crianças, pasmam embevecidos, pelo brilho do exposto, sem a preocupação de conhecer a obra dos laureados.

Após citações e jargões de mentes brilhantes , exponho verdades sobre um homem único em perfeição na exposição do seu próprio eu – literato nato; doutor em sintetizar o seu Perfil Incomparável: Jesus - O Dono da Terra e Toda a sua Plenitude; o Criador do Universo; o Pai da Eternidade; o que para edificar as primeiras e derradeiras coisas não precisou de matéria prima.

Quando Ele mandou Moisés a faraó, e quando Moisés preocupado e temeroso perguntou-lhe, sobre o que diria a Faraó... Quem o teria enviado? Simplesmente respondeu-lhe o Senhor Deus: “O EU SOU TE MANDOU!" ( síntese do currículo DIVINO) Depois veio um nascido de mulher, que andava no deserto e alimentava-se de mel silvestre e gafanhotos ( João Batista), quando questionado pelos judeus, sobre quem era, respondeu: “Eu sou a voz do que clama no deserto: Endireitai as veredas do Senhor!”

 Esse Homem chamado Jesus tem um perfil, acima de qualquer suspeita: incorruptível, imbatível, incomparável; não tem poder, simplesmente por ser O PODER; não é um perdoador profissional de pecados, como o foi o dominicano Johann Tetzel – um blefe, que envergonhou a história da Igreja na Idade Média – ; só Ele possui infalibilidade, perdoa pecados, santifica, justifica, salva, cura, liberta e conduz o homem para o céu, navegando nas asas do Espírito.


  Licença Creative Commons
O trabalho VITRINE VIRTUAL de EstherRogessi foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Brasil.

quarta-feira, 6 de março de 2013

MULHER UM UNIVERSO

HOMENAGEM AO DIA INTERNACIONAL DA MULHER

 Falemos sobre a mulher, a criação inimitável, daquele que é maior que o universo. 
 Sabendo o Senhor, o potencial da sua criação... E, quão audaz, sagaz, ardilosa, intrépida, e reconhecidamente inteligente é a mulher, pois, foi ela, quem primeiro falou com a serpente sem temor algum, cuidou Deus, para que ela, não estivesse a frente, nem por trás do homem, mas‘como que a frente’ – posição de adjutora –, a que está lado a lado, com o ápice da criação divina – o homem. 

Adão foi criado para a Sua glória, logo após o término de sua maravilhosa obra, o Senhor percebeu que faltava-lhe um triunfal desfecho: a mulher. Para criar Eva, o Senhor fez Adão dormir, para que a sua fórmula permanecesse em segredo. Ela, a mulher – humanamente falando, é a única geratriz; é o ser mais invejado e copiado, até mesmo, pelo próprio homem, que de todas as formas possíveis, busca a fórmula original, do ser que é um universo em complexidade; possuidora de mistérios insondáveis, busca vã. 

Nesse particular, não há espionagem que prospere; nenhum cientista, ou, ganhador do Prêmio Nobel conseguirá, tal intento: a originalidade de tal invento. Aportar, e permanecer, em tal ser é como desbravar o infinito rumo ao encontro de outra desejada – a lua. Muito se fala, se homenageia, se escreve, e se poetiza, sobre essa, que foi, é , e será... A musa, a lira, verso, reverso, controverso... Ode! 
Mulher... Equilíbrio e loucura; beleza, realeza, atenção, e sedução; o brilho que seduz; algumas vezes, trilha para as trevas, e o caminho para a luz. Mulher – companhia, alimento, desaguar d’águas... Do encontro do côncavo com o convexo... Explosão, clímax, cataclismo... Emoção! 
Ao universo chamado mulher... A nossa eterna gratidão; os nossos aplausos por seu existir!

EstherRogessi,Escritora UBE, Mat.9363, Crônica,Releitura: Mulher Um Universo, Recife,07/03/10 

 Licença Creative Commons
O trabalho MULHER UM UNIVERSO de EstherRogessi foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Brasil.



domingo, 3 de março de 2013

CANA BRAVA

CANA BRAVA 

Cana Brava intitulou-se criadora de um site. Engordou a alma... poucas prostraram-se aos seus pés balançando a cabeça – para cima e para baixo: sim, senhora! – desejosas de subir; de brilhar; temerosas de perderem a posição de MODERADORAS – Terrível coisa é confiar em homens!- isso a tornou obesa! 

Animais são inteligentes: há um galo tocando piano na TV, e outros fazendo coisas incríveis...Porém,as que tais quais, lagartixas procederam,esqueceram-se de que o escorpião, quando acuado, ferroa a si próprio; o cão, para livrar-se do que o incomoda, morde o próprio rabo! 

Cana Brava, quando chamada de MODERADORA... Chiou como brasa n’água, e, falou em tom enlouquecido: – Não sou moderadora, eu criei o site! 
Em parte, tinha razão... A Brava Cana ofendeu-se, por não conhecer a etimologia da palavra; não entendeu o que significa MODERAR, e, que mesmo “o que cria” é um moderador, antes de tudo, deve manter a paz; ser comedido em suas ações ; usar de bom-senso¹, no tratamento para com os seus hóspedes; em suma: ser educado (a). 

Inacreditável o fato de a intolerância que Cana Brava apresentou, com um dos destacados, no SEU site, pelo conteúdo, e, não por número de postagens de textos. Diante de uma postagem concisa e educativa, Cana Brava exauriu toda a negatividade adormecida no vulcão de su’alma  trazendo a tona o seu verdadeiro eu. 
O escritor, poeticamente, retirou-se para livrar-se de se tornar depressivo... Ossos do ofício. 
A que cria destrói! 


 ¹ ”Bom-senso:” há incongruências quanto a forma de se escrever – com hífen segundo o Volp: bom-senso; sem hífen no Novo Dicionário Houaiss e, em outras fontes.

  Licença Creative Commons
O trabalho CANA BRAVA de EstherRogessi foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Brasil.

NÃO DESPERDICE - FRASE

PASSEI DA IDADE DE PENSAR QUE O MUITO MADURO PASSOU DO TEMPO...ESSE ENSINOU-ME QUE A SAPIÊNCIA DÁ-NOS BOAS RECEITAS PARA APROVEITAR BEM DESDE A CASCA DO ABACAXI ATÉ O SEU TALO...


Licença Creative Commons
O trabalho NÃO DESPERDICE de EstherRogessi foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Brasil.

O CHEFE SANGUESSUGA

Marta estava exausta, não tinha paz para desempenhar as suas tarefas... Porém, a sua cratera exauriu-se, quando apresentou ao seu chefe o seu projeto para homenagear O DIA INTERNACIONAL DA MULHER – 08 de Março – . O homem ficou pasmo, com a ótima ideia e criatividade de Marta. 

No dia seguinte, Mauro chegou, com o seu superior, frente à Marta e falou: – Marta fale para o Dr. Aníbal sobre a minha ideia! 
Marta questionou o patrão: – Sim? Que ideia, senhor Mauro? 
– A que passei pra você sobre a homenagem ao Dia Internacional da Mulher! 
– Hum...! A sua ideia?... 
Senhor... A ligação internacional que o senhor pediu foi completada... Vou atendê-la, enquanto isso sugiro-lhe, que explique tudo para o Dr. Aníbal... Nada melhor do que o próprio idealizador expor o seu projeto, não é verdade? 
Mauro, não guardava informações com precisão... Não soube repassar para o Dr. Aníbal, de forma precisa e convincente, os pormenores do projeto de sua funcionária. 
 Dr. Aníbal, homem experiente, percebeu que o projeto não era da autoria de Mauro. 
Chegando a sua sala, chamou Marta e perguntou-lhe: – Marta, até agora não gostei de nada que me apresentaram... Acaso, você tem alguma ideia para o Dia Internacional da Mulher? 
– Sim, tenho sim! 
Marta expôs com riqueza de detalhes todo o seu projeto, que imediatamente foi aprovado. 
Marta foi promovida, lidera com respeito e transparência, aos seus comandados, sem jamais tirar-lhes o devido crédito, de tudo que lhe é apresentado.       


Licença Creative Commons

O trabalho O Chefe Sanguessuga de EstherRogessi foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Brasil.   Recife, 27/03/13

DESILUSÃO

Encantou-se com a conquista: seios grandes e firmes; um par de pernas que o convidava para uma chave, da qual desejava ser prisioneiro; cintura finíssima, e, se não bastasse... Um generoso bum bum.
Dormiram juntos, após longa noite regada a champagne francês... Acordou com o saca-rolha em uma mão, a outra abraçava a murcha garota siliconada...Que despediu-se com um assovio: FUuuiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii...



O trabalho DESILUSÃO de EstherRogessi foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Brasil. Licença Creative Commons

Quem sou eu

Minha foto
Baronesa da Gothia Rogessi de A. Mendes (EstherRogessi). Pernambucana, outorgada com Título Nobiliárquico - Alta Insígnia BARONESA DA GOTHIA da Augustíssima e Soberana Casa Real e Imperial dos Godos de Oriente, DAMA COMENDADORA da Real Ordem dos Cavaleiros e Damas Rei Ramiro de Leão. Comendadora pelo CONINTER ARTES.. Escritora UBE/SP; Embaixadora da Paz (FEBACLA); Artista plástica, Membro Correspondente de várias Academias de Letras e Artes Nacionais e Internacionais. Consulesa e Comendadora. Tem escritos publicados em Antologias e Revistas Virtuais, no Brasil e exterior. Publicou o seu primeiro livro solo, pela Editora Literarte intitulado "Conflitos de uma alma" Romance ISBN 978-8-5835200-8-5 EstherRogessi recebeu várias premiações nacionais e internacionais.

Tesouros Escondidos...