segunda-feira, 29 de abril de 2013

VI JORNADA INTERNACIONAL DE MULHERES ESCRITORAS

São José do Rio Preto/SP, viverá nos dias: 7,8 e 9, de maio momentos de plenitude literária. Neste VI ENCONTRO DE REDES DE ESCRITORAS IBEROAMERICANAS, certamente, seremos partícipes de palestras memoráveis. Representantes do nosso país e literatos de outros países falarão, sobre suas experiências, e sentires literários.

 Estarão presentes:Argentina - Brasil – Cuba - Peru – Polônia – Portugal - Uruguai – Rio de Janeiro – São Paulo – Pernambuco – Mato Grosso O Encontro tem o apoio do SESC/SP e UBE - União Brasileira de Escritores.

  LINK DO BLOG DA JORNADA INTERNACIONAL DE MULHERES ESCRITORAS: https://jimulheresescritoras.wordpress.com/
  LINK DO BLOG DA REVISTA ARCHIVOS DEL SUL: http://revistaarchivosdelsur.blogspot.com.ar/p/vi-jornadas-internacionales-de-mujeres.html

ESCRITORAS CONVIDADAS

Maggie Mateo, Cuba, Narradora, ensaísta e crítica literaria. Professora Titular do Departamento de Estudios Cubanos del Instituto Superior de Arte de Cuba, onde ensina literatura latinoamericana. Dª pela Universidad de La Habana en 1992, entre seus livros publicados: “Del bardo que te canta”, ensaio sobre a trova tradicional cubana; Narrativa caribeña: “reflexiones y pronósticos”; Prêmios: Razón de Ser e Nacional da Crítica; “Paradiso: la aventura mítica”, Prêmios Alejo Carpentier e Nacional da Crítica; “El Caribe en su discurso literario”, recebeu os Prêmios Quintana Roo al Pensamiento Caribeño e o Nacional da Crítica la Unión de Escritores e Artistas de Cuba, y el Premio Nacional de la Crítica; ensayo “La ruta del huracán en El siglo de las luces y Oppiano Licario” obteve o Prêmio, Juan José Arrom en 2011. Seu romance “Desde los blancos manicomios”, prêmio, Alejo Carpentier e Nacional de la Crítica, Crítica do Instituto Cubano del Libro.

  Rita Braun, (Polonia), Henrietta, sobrevivente do Holocausto, a escritora, 78 anos, radicada em São Paulo, seu livro, “Fragmentos de uma vida”, conta lembranças da infância passada no gueto de Stanislavov, na Polonia, onde assistiu de perto aos horrores do Holocausto.

  Dinamara García – São José do Rio Preto – SP , Escritora errepegista, doutora em Teoria da Literatura pela Unesp-SJ.Rio Preto, é coordenadora da Óbvio – Revista eletrônica de comunicação, cultura e artes da Unirp – SJ.Rio Preto; coordenadora do Grupo de Estudos e Pesquisa Acadêmica em Moda da Unirp – SJ.Rio Preto. Professora de Semiótica da Moda e Discursos do Corpo, Moda Contemporânea, Análise da Mídia Jornalística, Jornalismo On Line e Análise da Mídia Publicitária; é autora do livro Cosplay – um dandy em Rio Preto (Clube de Autores) e do blog-romance-teoria Vampiros na internet – uma fábula para crianças índigo.

  Nilza Amaral, São Paulo, professora, escritora, poeta, ficcionista, professora de Línguas e Literaturas, membro da União Brasileira de Escritores, entre seus êxitos em publicações estão: O florista, O dia das Lobas, Prisioneira do Espelho. Alguns de seus romances, estão publicados na Espanha, Itália, EUA. Prêmios: de Ficção Escrita com “O Dia das Lobas”, “Maestrale” (Itália), “Talentos da Maturidade”, Banco Santander.

  Esther Rogessi, Pernambucana, natural de Palmares, escritora, pintora, membro correspondente vitalícia da Real Academia de Letras - POA/MG, onde ocupa a cadeira N° 07; consulesa honorífica e comendadora – Comenda Arcádia Real e Comenda Camões - pela Real Academia Confraria dos Poetas do Brasil - POA-MG; membro da UBE, União Brasileira de Escritores; premiada com o XII PRÊMIO CULTURA NACIONAL – Talento Literário/2012 - pela Real Academia de Letras Ordem da Confraria dos Poetas. Com publicações na Espanha, Genebra/Suíça, membro Correspondente da Academia de Letras Teófilo Otoni -ALTO/MG; Membro Correspondente da Academia de Letras e Artes de Fortaleza -ALAF; Membro Correspondente da Academia de Letras e Artes Goiás – ALG; Prêmio "Cecília Meireles," 2013-ITABIRA/MG.

  Jurema Batista, Rio de Janeiro, escritora, formação literária pela Universidade Stª Úrsula, RJ, vereadora durante três mandatos, como deputada estadual, presidiu a Comissão de Combate á Descriminação de Etnia, Religião e Procedência Nacional. Indicada entre mil mulheres do mundo, para receber o prêmio Nobel da Paz.. Presidiu em 2007 é convidada a presidir a Fundação para a Infância e Juventude (FIA) no governo do estado do R.Janeiro. Atualmente exerce o cargo de Gerente de Segurança Alimentar na Secretaria de Assistência Social, da qual é funcionária de carreira. É membro do Movimento Negro Unificado.

  Romildo Sant'Anna, São José do Rio Preto- SP, escritor, jornalista, professor do curso de pós-graduação em "Comunicação" da Unimar - Universidade de Marília, comentarista do jornal TEM Notícias - 2" edição, da TV TEM (Rede Globo) e curador do Museu de Arte Primitivista 'José Antônio da Silva' e Pinacoteca de São José do Rio Preto. Como escritor, ensaísta e crítico de arte, diretor de cinema e teatro, recebeu mais de 40 prêmios nacionais e internacionais. Mestre e Doutor pela USP e Livre-docente pela UNESP, é assessor científico da FAPESP (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo). Foi sub-secretário regional da SBPC - Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência. Membro da Academia Riopretense de Letras.

  Alexandra Lucas Coelho - Portugal, escritora, jornalista. Atualmente mora no Rio de Janeiro, como Alexandra Lucas Coelho – Portugal, escritora e jornalista. Atualmente no Rio de Janeiro como correspondente do diário português “Público”, no qual foi editora de Cultura e Repórter Especial durante vários anos. Cobriu especialmente o eixo Oriente Médio/Ásia Central, e morou em Jerusalém como correspondente. Tem três livros publicados, Oriente Próximo, Caderno Afegão, Viva México.

  Raquel Naveira - Mato Grosso do Sul, advogada, escritora, poeta, professora Curso Superior de Língua e Literatura Francesas pela Universidade de Nancy (França).Mestre em Comunicação e Letras pela Universidade Presbiteriana Mackenzie, de São Paulo. Desde 2008 é a titular do curso de Letras da Faculdade Anchieta de São Bernardo do Campo/SP. Dá cursos de literatura na Casa das Rosas. Membro da UBE, União Brasileira de Escritores, Academia Sul-Mato-Grossense de Letras e do Pen Clube do Brasil. Finalista do Prêmio Jaboti de Poesia, da Câmara Brasileira do Livro.

  Darlene Taukane, Mato Grosso, indígena da tribo Kura-Bakairi, do Mato Grosso, escritora, pesquisadora, professora mestre em edução indígena, foi presidente do Instituto Yakamaniu de apoio á mulheres indígenas. Publicações de contos e narrativas de tradição indígena Rosina Valcárcel, Perú, escritora, Drª em antropólogia, jornalista, fundadora, diretora da Revista Kachkaniragmi, destacada poeta, libros de poesía publicados em: italiano, francés, inglés. Faz parte do Movimento Internacional de escritoras. Cordenadora dos Encontros de Mulheres na Literatura, da Universidad de Lima. Atualmente, escreve em revistas nacionais, internacionais e coopera com instituições que defendem as minorías étnicas e os direitos humanos e das mulheres.

  Tatiana Oroño, Uruguai, escritora, poeta e narradora, professora de literatura, distituída de seus cargos durante dez anos da ditadura militar, professora de língua e literatura españolas (AECI- Madrid), crítica literária, crítica y curadora de arte. Investigadora Associada á Academia Nacional de Letras. Poesía: Premio Bartolomé Hidalgo y Premio Morosoli. Dois livros bilingües publicados na França.

  Luis Serguilha - Portugal, poeta, crítico e ensaísta, cinco livros publicados no Brasil, recebeu o prêmio de literatura “Poeta Júlio Brandão”, possui textos publicados em revistas de literatura, no Brasil, Espanha e Portugal. Tem textos traduzidos para o espanhol, inglês, francês, italiano, alemão e catalão. Curador do Encontro Internacional de Literatura e Arte: Portuguesia.

  Alícia Silva Rey, Argentina, escritora, professora, bibliotecária, poeta, entre seus livros estão: La mujercita del Espejo, Fragmento de Correspondências, Partes del Campo, Circa, Orilllos, La Solitudine. Como guionista, colabora com Gustavo Fontán no roteiro do filme “La Madre”. Escreve na agenda cultural de Quilmes, “Del Sur”.

  Isabel Ortega, Brasil/ España, autora, pesquisadora, publicações em castelhano, pedagoga, traductora, coordenadora de eventos, gestora cultural. Participou do “Salón del Libro Iberoamericano” de Gijón, Asturias, España, levando un grupo de escritoras de Brasil, criadora y directora de la Jornada Internacional de Mujeres Escritoras. Premio “Governador do Estado, Premio da Academia Riopretense de Letras pelo evento das escritoras. Como conferencista, 2012, University Minnesota, EUA e Univesity Saint Benedict, Minneapólis, EUA.

 Moderadoras

  Edilene Gasparine, São José do Rio Preto, Possui graduação em Tradução pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas (1989), graduação em Letras (1992), mestrado em Letras pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (1997) e doutorado em Letras pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (2002). É Professora Assistente de Língua Inglesa da FATEC de São José do Rio Preto/SP. No momento cursa um pós-doutorado pelo IBILCE/Unesp de São José do Rio Preto. Está vinculada ao GPARA - Grupo de pesquisas em argumentação e retórica aplicadas - da Universidade Federal de Sergipe. Publicou recentemente "A palavra do presidente", pela Ed. Unesp (2011).

  Carmen Soler, São José do Rio Preto, professora, conferencista, pesquisadora, formada em pedagogia pela UNESP. Como Secretária de Cultura de São José do Rio Preto, criou a Pinacoteca Municipal, foi professora na Faculdade D. Pedro II e Faculdade de Filosofia, Ciências e letras de Paranavaí, PR. Seu nome foi incluído entre as “ 100 Mulheres Rio-Pretenses do século 20. Roseli Ferraz de Arruda, São José do Rio Preto, escritora, poeta, formada em ciências sociais pela UNICERES, autora de romances históricos, poeta, autora dos textos da Exposição “Poesias íbridas”, e de diversos artigos publicados em revistas e jornais do Estado de São Paulo. Membro da Rede de Poetas do Mundo.

  Cecília Dionízio, SP/Rio Preto, jornalista, repórter especial, com especialização em Saúde, no Grupo Diário de Comunicação (GDC), coordenadora de Imprensa na Universidade Federal de São Paulo. Revistas: Quatro Rodas, no Jornal da Tarde (Grupo O Estado de São Paulo). Prêmios: categoria impresso o 2º Prêmio de Jornalismo Medtronic, empresa de tecnologia médica norte-americana de mesmo nome. Segundo lugar no 1º Prêmio SBPT/Pfizer de Jornalismo em Saúde, promovido pela Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia (SBIM) com o apoio do laboratório Pfizer, 1º lugar no III Prêmio Sbim de Jornalismo, em 2011 e 1º lugar na categoria entrevista do 3º Prêmio Latinoamericano de Jornalismo em Saúde Cardiovascular, em 2008.

Darlene Taukane, Mato Grosso, indígena da tribo Kura-Bakairi, do Mato Grosso, escritora, pesquisadora, professora mestre em edução indígena, foi presidente do Instituto Yakamaniu de apoio á mulheres indígenas. Publicações de contos e narrativas de tradição indígena

domingo, 28 de abril de 2013

MOMENTO SUBLIME

O meu momento mais sublime é quando sento frente ao mar
na areia fina e morna, após um ensolarado dia...
É quando ouço a voz do vento - linguagem particular-
quando a brisa beija-me o rosto - carícias à beira mar.


 Ergo a fronte desejosa de carinho...
Sinto abraços sem braços de quem não me deixa só
de quem na rede que é a vida... Sempre desata meu nó.
Lá do alto o gorjeio d'uma ave rumo ao ninho


Solitário voa alto deleite é a paisagem
Há outros a espera do solitário passarinho
Viajo, fantasio, com a beleza do que vejo...
Da vida o que mais almejo... É essa paz extasiante!



 O trabalho MOMENTO SUBLIME de EstherRogessi foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Brasil.

quarta-feira, 10 de abril de 2013

PERNAMBUCO EM ITABIRA/MG

A escritora EstherRogessi - Recife/ Pernambuco - recebe da 1ª Dama da cidade de Itabira - MG, o troféu Cecília Meireles, na festa\" MULHERES NOTÁVEIS 2013\". Evento promovido pelo jornalista Eustáquio Lúcio Félix, esposa e equipe,esse Evento contou com a presença de escritores, poetas, profissionais da saúde, que se destacaram nessa área, oriundos de diversos Estados brasileiros, e autoridades locais, dentre elas, o Prefeito de Itabira: Dr.Damon de Sena. Ao casal anfitrião: Eustáquio Lúcio Félix e esposa - Sônia Félix - os nossos agradecimentos.

RECIFE -PE É HOMENAGEADA PELA REAL ACADEMIA DE LETRAS - POA/MG










O editor Mário Pacheco Scherer, sabiamente, projetou com êxito a Antologia dos Cônsules da Real Academia de Letras - POA/MG  "Confraria dos  Poetas Brasileiros;" objetivando divulgar os seus Cônsules e respectivos Estados. Os prefeitos e Presidentes das Câmaras de Deputados dos Estados homenageados receberam 1 exemplar da Antologia e Carta de apresentação do Cônsul de seu Estado. A Consulesa EstherRogessi natural de PE, fez um breve histórico da cidade que adotou como que sua - Recife - expôs, através de fotos, alguns pontos turísticos de sua cidade e homenageou ao escritor e dramaturgo: Ariano Suassuna, por quem nutre admiração e respeito literário, com o texto de sua autoria, intitulado "ARES DE ARIANO." 



ARES DE ARIANO


Lembranças dos tempos idos...
Encontro o passado em meu presente.
O meu nascer, prenúncio do meu viver anunciado
 – de forma contundente.
A procissão parou no palácio do governo... Bem à frente!

Era dia de ‘Corpus Christi –  o meu pai governador do Estado.

ParahYba – ortografia  arcaica foi o meu berço, por pouco tempo.
Um rio de lágrimas surgiu do Rio – não de risos –, da opressão, revolução!
Acauã, Taperoá, Cariri paraibano,  aqui estamos, não pra ficar!
Chacoalhar, prá lá e cá, foi minha sorte, fuga da morte... Dos elos; da repressão, sina atroz  que arrancou meu pai de nós.
De tanto ver o torto.., fiz ‘Direito!’
Taperoá, mamulengos, desafio de viola ... Improvisação! Minha marca registrada na produção teatral.
Tema de samba enredo do Império Serrano.
Agora, o Rio que, outrora nos trouxe  lágrimas, ri... É carnaval!
Ainda em criança abracei um longo nome que,
docemente, me acolheu  num longo abraço
... Não mais me soltou: “Buraco de mar”, Paranãpuka  –Tupi – Pernambuco e eu...Aqui!

["Salve! Oh terra dos altos coqueiros!
De belezas soberbo estendal!
Nova Roma de bravos guerreiros
Pernambuco, imortal! Imortal!]

EstherRogessi - Escritora UBE Mat.3963. ARES DE ARIANO 03/03/10.
Homenagem a Ariano Suassuna;  1ª estrofe do Hino de Pernambuco. Autores: Oscar Brandão (letra),Nicolino Milano (Melodia)

quinta-feira, 4 de abril de 2013

Elifaz exorta a Jó a que busque a Deus



TEXTO IMPFAV

(Jó 5:1,2,7-13)


5:1 Chama agora: há alguém que te responda? E para qual dos santos te virarás?

5:2 Porque a ira destrói o louco; e o zelo mata o tolo.

5:7 Mas o homem nasce para o trabalho como as faíscas das brasas se levantam para voar.

5:8 Mas quanto a mim eu buscaria a Deus, e a ele dirigiria a minha fala.

5:9 Ele faz coisas tão grandiosas que se não podem esquadrinhar; e tantas maravilhas que se não podem contar.

5:10 Ele dá a chuva sobre a terra, e envia água sobre os campos. 

5:11 Para por os abatidos num lugar alto; e para que os enlutados se exaltem na salvação.

5:12 Ele aniquila as imaginações dos astutos, para que as suas mãos não possam levar cousa alguma a efeito,

5:13 Ele apanha os sábios na sua própria astúcia...  

Meditemos nas palavras de exortação de Elifaz a Jó; palavras de exaltação ao Todo-Poderoso, e, que denotam sabedoria diante da, aparente, loucura de Jó,  em murmurar e não suportar passar a terrível prova que  Deus lhe permitiu passar - não soube   fechar a boca e na sua agonia algumas vezes blasfemou contra Deus.
A Palavra do Senhor diz:" Diante das aflições até o sábio enlouquece".

Só Deus nos conhece em profundidade e sabe que muitas vezes as palavras que saem da nossa boca, são só de lábios e não frutos do nosso coração. 

Deus não precisa de advogados!

Quando pensamos defendê-Lo... Começamos a atrapalhar a sua obra.É fácil ser cordato e comedido quando tudo vai bem. Difícil coisa é nos encontrarmos no fundo do poço; sem espaço para correr no momento de agonia; sem braços estendidos a nosso favor; sem a presença muda para ouvir simplesmente o nosso desabafo. Porque na maioria das vezes a melhor ajuda está no saber ouvir. Quando pensamos acertar erramos; quando pensamos que o nosso irmão está aquém da vontade de Deus... Simplesmente ele se encontra no centro. 
Deus é o justo juiz.
A prova disso está no fato de que os"amigos" de Jó que se achavam corretos diante de Deus, em verdade em nada estavam corretos. No final o Senhor diz a Jó: Ora pelos teus  "amigos" pois, de ti aceitarei a intercessão.

Assim sendo, o que não entendemos no momento, entenderemos no tempo certo. O nosso deitar e levantar pertence só a Deus, Ele teceu as nossas entranhas, nos conhece bem e não só de aparência.

Que o Senhor nos abençoe, hoje e sempre! 

Não esqueça: Você é importante para Deus!

Ouça o áudio:
http://www.recantodasletras.com.br/audios/mensagens/54824


Bispa Rogessi de A. Mendes

MISSÕES É PRECISO!
PROJETO DE EVANGELIZAÇÃO NOS LARES, às 4ªs feiras - COLMEIA -, do coração de Deus para o IMPFAV-PE.




segunda-feira, 1 de abril de 2013

A COERÊNCIA DE BOA APRESENTAÇÃO PARA A POSSE ACADÊMICA


Quando estive em Fortaleza - CE, no dia 26/01/13, para tomar posse na Academia de Letras e Artes – ALAF, presenciei  o que muito me apraz: organização.
A Chefa do Cerimonial: Izabelle Valladares conduziu a Solenidade de forma primorosa.

Sabemos que a etimologia da palavra SOLENIDADE  – oriunda do latim solemnitas, - atis significa qualidade do que é solene,  nestas  ocasiões existem formalidades que devem acompanhar o ato,  para que esse corresponda ao momento,  faz-se necessária a coerência.

Foi propício o momento em que Izabelle Valladares falou, para alguns neo-acadêmicos  presentes  – dentre esses a minha pessoa – , sobre a importância do uso das medalhas acadêmicas, e outras,  de forma correta. Ou seja, quando usar e quando não usar.  Foi bom estar naquele lugar – oportunidade para aprender. Senti pelos demais que não tiveram a oportunidade de participar daquela conversa instrutiva e tão necessária.

Seria edificante se antes de cada  Posse Acadêmica pudéssemos obter  tais informações, principalmente, no tocante ao vestuário – seria evitado o vexame de vermos fotos, com alguns  neo-acadêmicos vestidos de forma que não condiz com a ocasião. O vestuário para a Posse Acadêmica deve ser nas cores preta  e/ou azul marinho: o momento é “solene”. Jamais de sandálias rasteiras e coloridas!

EstherRogessi, Artigo: A COERÊNCIA DE BOA APRESENTAÇÃO PARA A POSSE ACADÊMICA, Recife, 01/04/13.

(...) As coisas maiores só devem ser ditas com simplicidade; a ênfase estraga-as. As menores precisam  ser ditas com solenidade; elas só se sustentam pelo modo de expressão, pela atitude e pelo tom. (Jean de La Bruyère)


Licença Creative Commons

O trabalho A COERÊNCIA DE BOA APRESENTAÇÃO PARA A POSSE ACADÊMICA de EstherRogessi foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Brasil.   Recife, 27/03/13



Quem sou eu

Minha foto
Baronesa da Gothia Rogessi de A. Mendes (EstherRogessi). Pernambucana, outorgada com Título Nobiliárquico - Alta Insígnia BARONESA DA GOTHIA da Augustíssima e Soberana Casa Real e Imperial dos Godos de Oriente, DAMA COMENDADORA da Real Ordem dos Cavaleiros e Damas Rei Ramiro de Leão. Comendadora pelo CONINTER ARTES.. Escritora UBE/SP; Embaixadora da Paz (FEBACLA); Artista plástica, Membro Correspondente de várias Academias de Letras e Artes Nacionais e Internacionais. Consulesa e Comendadora. Tem escritos publicados em Antologias e Revistas Virtuais, no Brasil e exterior. Publicou o seu primeiro livro solo, pela Editora Literarte intitulado "Conflitos de uma alma" Romance ISBN 978-8-5835200-8-5 EstherRogessi recebeu várias premiações nacionais e internacionais.

Tesouros Escondidos...