quinta-feira, 25 de março de 2010

AINDA SOBRE LIDERANÇA

Essa verdade contextual é inquestionável. Pois, tem ‘respaldo bíblico’. O cristianismo nos ensina que “Deus e a Sua Palavra são UM. E todas às Suas obras são boas. “Ele é inquestionável.”

“Toda boa dádiva, todo dom perfeito, vem do alto, do Pai das luzes, onde não há sombra nem variação ( Tg 1.17-18)

A liderança constituída por Deus é segundo o seu ‘caráter’, reta e justa. O que disso foge, são degenerações, que os indoutos e/ou fanáticos, costumam atribuí-las a Deus, numa atitude incoerente e covarde, para se esconderem atrás de um Deus incorruptível! Porém, aos que conhecem a Palavra, tais ações, são discernidas, tanto quanto, à noite e o dia.

Nenhum regime opressor e/ou ditador, provém de Deus. Acaso não diz a Sua Palavra “Não por força ou violência, mas, pelo meu Espírito diz o Senhor dos Exércitos (Zc 4.6 ). Toda e qualquer liderança contrária aos princípios cristocêntricos, jamais terão a cobertura espiritual do Deus Todo-Poderoso.

Muitos costumam atribuir os seus fanatismos, as suas degenerações ao Deus de amor e justiça, JESUS. E, buscam usar o Seu santo nome como MARKETING, para atrair a tantos quantos, não O conheçam.

Jamais serei contrária a Sua Palavra! Sou cristã e a Sua Palavra é a minha bússola. A Palavra pura, sem contradições, pois, Ele diz e não contradiz; sem degenerações e/ou fanatismos.

Sou uma líder religiosa, consciente dos meus direitos e deveres, para com Deus, para com a família, e para com a sociedade. Tenho limitações. Ele é Deus e eu, simplesmente serva! É meu dever de cristã e de serva de Deus, reconhecer às autoridades por Ele constituídas.
Por que iria eu, desfazer da Sua Palavra?

Quem não sabe ser submisso não pode exercer autoridade!

Por que iria eu de encontro aos seus princípios? Acaso, ao aceitá-Lo como Senhor, não me fiz uma com Ele?
Porém, estarei livre de submeter-me às autoridades, caso essas, não comunguem com os princípios divinos. Rebelar-me-ei, contra o Seu opositor, sempre!


EstherRogessi, Ainda Sobre Liderança. Categoria: Narrativa. 25/03/10
Direitos Autorais Lei 9.610 fev/1998.
Creative Commons License
This obra by Attribute work to name is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil License

LIDERANÇA

É inconcebível a idéia de que possa haver organização, crescimento e respeito, seja em qual for a ária, sem que antes, seja constituída uma liderança e distribuídas funções, entre os iguais, diante de Deus, porém, diferentes quanto ao intelecto, aos saberes e às próprias crenças. Toda a sociedade organizada é oriunda de diretrizes, geradas através de um comando maior e repassadas aos mais diversos escalões. Nenhuma sociedade, comunidade e/ou grupo, subsiste aos múltiplos comandos e/ou determinações. Para que haja ordem e decência em tudo, é preciso antes, haver planejamento e todo planejamento nasce – a princípio – isoladamente, mesmo que a seguir seja aprimorado, amadurecido e compartilhado. Porém, chegará o momento em que, se fará preciso o pronunciamento da palavra final. Essa virá do que lidera.

Liderança é preciso, e com ela, regras, direcionamentos, visando o bom andamento e organização de um todo, em prol do crescimento e bem-estar comum. Em uma sociedade em que não se aceita liderança e se defende essa idéia como que, ‘direito de todos’ e, se nomeia tal atitude, como que ‘exercício de democracia’, certamente não haverá prosperidade; não se chegará a um consenso. Opiniões divididas acarretam em destruição em cataclisma. Até mesmo, porque o princípio democrático, consiste no direito de escolher um líder sobre si, tendo consciência do seu posicionamento, da sua escolha feita através do voto, que vem denotar a seguinte verdade: está sob o comando de quem escolheu .

Temos que planejar até mesmo o nosso dia-a-dia. Colocar no papel prioridades a serem seguidas. E, assim, estaremos direcionando de forma planejada o nosso cotidiano e “liderando” a nossa vida. O que planeja, lidera. Quer direta ou indiretamente.

A própria natureza nos dá o exemplo de liderança através dos que são julgados – segundo o homem – irracionais, os animais, entre eles, seja em qual for a espécie, haverá sempre um líder. Até mesmo às formigas, essas nos dão e são um lindo exemplo de unidade, trabalho e submissão. Segundo a forma de comunicação entre elas, são distribuídos afazeres e metas a serem seguidas, em prol da comunidade.

De onde vem essa sabedoria? Que muitos dos racionais – homens – rejeitam e os irracionais – animais – acatam?

É mister o reconhecimento de um líder sobre as nossas vidas; faz-se necessário vivenciar a “Palavra” no tocante a verdade contextual ora, aqui expressa: A necessidade divina de submissão as autoridades, a qual, Deus ordena e defende e deixou escrito: "Todo homem esteja sujeito ás autoridades superiores; porque não há autoridade que não proceda de Deus; e as autoridades que existem foram por ele instituídas." (Rm 13.1)


EstherRogessi, Artigo: Liderança. Categoria: Narrativa. 25/03/10
Direitos Autorais Lei 9.610 fev/1998.
Creative Commons License
This obra by Attribute work to name is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil License

quarta-feira, 24 de março de 2010

CATACLISMA


Sou amante da natureza no natural há beleza,
suavidade, encanto, lágrimas orvalhadas
...Surgidas nas madrugadas, e em mim, sutil pranto.

Saudades, lembranças do meu jasmim...!
Adentro o bosque, mata a dentro, busco o verdejante...
Calco às folhas secas, esse sentimento não cessa, um só instante!

Resiste aos cataclismas, às mudanças de tempo,
aos vendavais que se foram e, com eles,
muito de mim... permanece o meu jasmim!

Girei rapidamente, fui ciclone, fui tufão
..., nas vidas d’algumas gentes, de pensares diferentes,
d’além da imaginação!

O sensato fez-se louco... Estremeceu sua estrutura,
os rodopios em alto mar, agitaram ondas e vagas
sedenta em meio ao nada, matei a minha sede
sorvendo água salgada.



EstherRogessi Poesia Livre: Cataclisma.Imagem: Web.24/03/10
Direitos Autorais Lei 9.610 fev/1998.
Creative Commons License
This obra by Attribute work to name is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil License

terça-feira, 23 de março de 2010

BRANCA SEDUÇÃO


És página em branco, anseio de um poeta...
Às minhas mãos sedentas, trêmulas... E, eu,
transvestida de maestrina, em movimentos
... Ora, leves e n’outros, em puro frenesi!

Inarrável sentimento é o que nutro por te!

Dou vida e beleza aos homens, encanto a natureza.
Animo ao inanimado e tiro leite de pedras...
Sou parideira incansável!

Transmutações...

Sou rocha, sou água, sou fogo..., vivo, mato, e morro!
Tu, ó minha musa... doce inspiração
e, eu, simplesmente poeta!



EstherRogessi, Poesia Livre:Branca Sedução.Imagem: Web.24/03/10
Creative Commons License
This obra by Attribute work to name is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil License

O REVERSO

Nasci de uma caverna, fui gerada dentro dela...

Meu fundamento é Rocha!

Caminho sobre pedras tenho uma nos meus sapatos...

Sólido é o meu caminho, inabalável minha casa,

construída sobre a Rocha, não há vento que a desfaça!

Perfeita é a minha visão, os meus olhos não tem cor,

forma ou sedução: só justiça e amor!

Na noite ou claro dia, tudo vejo, nada se me esconde...

Assim seja o Seu desejo!

Minha vida é um deserto... Descansei em bons oásis,

Sempre só, poucos por perto.

Frente a frente de mim...

Sangro... feridas d’alma, não tem cura não tem fim.

Nem perdão resolveria...

Ficariam às cicatrizes, para sempre a me lembrar,

que às feridas, não mais doridas... Sempre estariam lá...!



EstherRogessi,Prosa Poética:O Meu Reverso24/03/10.
Creative Commons License
This obra by Attribute work to name is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil License

segunda-feira, 22 de março de 2010

QUEM EU SOU?

Sou àquela que não planejou nascer..., assim, cobro da vida
cada milésimo de segundo a que tenho direito,
vingo-me:' Jamais penso em morrer!'

EstherRogessi: Frase: QUEM EU SOU? Categoria:Narrativa.22/03/10
Creative Commons License
This obra by Attribute work to name is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil License

QUANDO SE AMA...

"Quando se ama, se sente saudade até mesmo estando acoplado a nave... Vendo estrelas e rumo ao céu!"


EstherRogessi.Frase: QUANDO SE AMA,Categoria:Narrativa.Imagem: Web.22/03/10

Creative Commons License
This obra by Attribute work to name is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil License

DESCOBERTAS


Enlevo...

O teu canto adentrou minh’alma...
Bosque a dentro, magia de momentos, procurei encontrar-te
... Agucei a visão, ó doce canto, ressonância lírica, natural...
Som não de flauta, porém, doce... sem igual!

Nessa procura...

Ora, pisando leve por sobre as folhas, que, verdes um dia foram...
Ora, correndo nas pontas dos pés..., como que se fosse uma encenação.
Assim, embevecida com o teu canto, sempre olhando para cima
a buscar-te, maravilhar-me, encantei-me mais:

Lasers divinos

Raios de sol vazando as imensas árvores, e eu rodopiando...
Querendo encontrar-te... Achei-te! Pensei...
Estavas tão perto... Todo o tempo!
Porém, só por momentos, naqueles momentos,
descobri-te..., te admirei...!



EstherRogessi, Poesia Livre: DESCOBERTAS, 22/03/10
Creative Commons License
This obra by Attribute work to name is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil License

QUESTÃO DE VISÃO (FRASE)

O amor bate a porta - segundo a visão d'alguns - fora de hora; penso, porém, que entendê-lo é loucura e renunciá-lo é suicídio diário...



EstherRogessi,Frase: Questão de visão.21/03/10
Creative Commons License
This obra by Attribute work to name is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil License

OUTONAL



Começo de amor é verão, estação da ardente paixão.
Quantos desses vivi, e ainda, quantos anos hibernais!
Às belas árvores tem o seu tempo de mudar às folhagens
...O viço do verde reluzente, o perfume leve,
às muitas flores, os frutos delas consequentes...
Beleza ímpar; prenúncio de que na natureza,
e, nos sentires das gentes... Chega a época outonal.

EstherRogessi,Escritora UBE Mat.3963,Versos Livres: OUTONAL. Imagem: Web.21/03/10
Creative Commons License
This obra by Attribute work to name is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil License

sexta-feira, 19 de março de 2010

IDENTIDADE


Preciso me descobrir, certeza ter de quem eu sou.
Certeza tenho de não ser, o que por certo eu seria
se liberdade houvesse na vida que não é minha...

A vida que vivo agora, diferente então seria...

Se liberdade houvesse nas escolhas da minha vida.
Em que ponto me perdi? Sou um ser fabricado.
A verdade da identidade está na minha idade...


EstherRogessi,Poesia Livre: IDENTIDADE, 18/03/10 21:34:52

Creative Commons License
This obra by Attribute work to name is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil License

quarta-feira, 17 de março de 2010

TUA POESIA


Há poetas e poetas...

Poesias e poesias...

Porém, há àquelas que são quais aquarelas...

Colorindo a imaginação!

Poesias diferentes, multiplicidade das mentes,

sentires dos corações...

Poesia como a tua... são raios de lua,

clareando a escuridão!



EstherRogessi,TUA POESIA,17/03/10

Creative Commons License
This obra by Attribute work to name is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil License.

HOMEM DE FERRO

Nervos de aço e coração de pedra,
pensei ser ele assim... Porém, o fogo e o tempo,
consomem tudo, lançam ao vento...
Só cinzas passam a existir!
E essas... unidas ao vento,
rodopiam num sobe e desce, lentamente desaparecem.
O fogo, o tempo e o vento... Aliados naturais!
O fogo derrete o ferro e estando ele em brasa, se curva sobre pancadas
...Purifica a mais terrível podridão,
enquanto queima o monturo, o ar infecto, impuro,
Prenúncio de mudanças... oriundas da combustão!
O tempo vence as gentes e aos sentimentos sepulta.
O vento dá força ao fogo e o apressa na ação!
Rodopiam às fagulhas, espalha cinza e fumaça...
Três agentes formando um elo.
Se o fogo vence o ferro;o vento ao que está junto espalha, e, o tempo sentimentos sepulta...
Vencerá ao homem-de-ferro, doce final terá essa luta!

O tempo sar(a)dor derrete a crosta dos sentimentos cauterizados..., é ele um maçarico eficiente... Derrete o ferro!

EstherRogessi. Prosa:Homem-de-ferro, Categoria Poética.17/03/10
http://muraldosescritores.ning.com/profiles/blogs/homemdeferro-1

Creative Commons License
This obra by Attribute work to name is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil License.

ENIGMÁTICA




Complexidade é o tema

Multiplicidade o dilema

Disparidade há em mim...





EstherRogessi,Poetrix:Enigmática,17/03/09


Creative Commons License
This obra by Attribute work to name is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil License.

LIBIDO




O Inesperado...

Quando te vi ó formosa...
Deleite sentiu minh’alma,
Minhas noites antes tão calmas,
Ardeu no fogo da paixão...

Perplexidade...

Que visão a minha frente,
Enlevo tal qual... jovem nubente,
Em desejo crescente...
Descompassaste-me o coração

Observei...

Tua pele branca, faces rosadas
Teu perfume que não de Dálias...
Orquídeas..., ou outras rosáceas.

Peculiar...

É o teu perfume, inconfundível!
Acentua-me a libido e assim...
Naturalmente nua, causas inveja a lua.

Dupla trilha...

São tuas pernas... Alvas e descobertas,
Caminho para o Oásis de um sedento passarinho...
No encontro delas duas, chego ao porto desejado,
Sou beija-flor sugo o néctar dessa flor em descoberta.

Enfim...

Entre doces sussurros,
Gemidos e outros ais... gotas que não de orvalho,
De outro céu se esvai...Umedecem a tua rosa,
Multiplicidade há em mim...Emoções que jamais,
Deixarão de existir...


EstherRogessi, Escritora UBE. Mat.3963. Poema:LIBIDO 15/03/10

Creative Commons License
This obra by Attribute work to name is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil License.

JULGAMENTOS (VILANELA)



(VIlanela)

Enganoso é o coração do homem ... , e perverso...
Quanto mau juízo fazemos de quem só nos quer bem,
ó donos da verdade e conhecedores do universo...

Conhecer toda verdade e dela ser controverso...
Nem tudo que é parece e nem tudo que parece é!
Enganoso é o coração do homem ..., e perverso...

O sábio se faz louco mesmo tendo o dom do verso...
A verdade neles expressa transforma-se em controverso,
ó donos da verdade e conhecedores do universo...

Literatos, eruditos e amantes da prosa e verso...
Que nos vossos corações o amor seja real...
Enganoso é o coração do homem..., e perverso...

Visões distorcidas, o bem se nos apresenta mau,
o mau se transveste de bem, aparência do inverso!
Ó donos da verdade e conhecedores do universo...

Julgamentos indevidos só julgam ao mau juiz...
Quantas vezes erramos certos de estarmos certos;
quantas vezes condenamos e condenados ficamos...
Enganoso é o coração do homem ..., e perverso...

EstherRogessi.Vilanela: Julgamentos, 15/03/10

Creative Commons License
This obra by Attribute work to name is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil License

Zona Proibida...Onde?


[b]ZONA PROIBIDA... ONDE? [/b]

Houve um tempo, em que às ruas eram dos carros;
Houve um tempo, em que o povo andava pelas calçadas;
Houve um tempo, em que existia um local – restrito –, chamado zona;
Hoje, o povo desafia os carros, a rua é do público, e gritam: PASSA POR CIMA!
Hoje, não há lugar restrito, nem a casa dita “de-família”o é...
Hoje... O Mundo virou uma ZONA!

EstherRogessi.Escritora UBE Mat.3963.Crônica Satírica: Zona Proibida...Onde? 11/03/10
Creative Commons License
This obra by Attribute work to name is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil License

NÃO SEI O QUE DE MAIS BONITO...




NÃO SEI O QUE DE MAIS BONITO:

"Se a rosa em seu ameno tom;
ou as translúcidas gotas d'água
resultantes do silente pranto
... celeste na madrugada...

Quiçá... A sensibilidade do poeta!


EstherRogessi,Poesia Minimalista: Não Sei o Que De Mais Bonito,10/03/10
http://www.portalliteral.com.br/banco/texto/nao-sei-o-que-de-mais-bonito#c
Creative Commons License
This obra by Attribute work to name is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil License

O DESPERTAR...!




Quando os desencantos do dia-a-dia, calam-nos os sentidos

...e, esses adormecidos,qual vulcões se levantam,

despertam..., do quase nada, d'um repente...

Explodem de dentro da gente...

Mesmo que em cálidas lembranças.

Sensitiva, sou assim... Incongruente!





EstherRogessi. Poesia Minimalista: O Despertar...! 10/03/10.
http://www.portalliteral.com.br/banco/texto/o-despertar#c
Creative Commons License
This obra by Attribute work to name is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil License

quarta-feira, 10 de março de 2010

POEMA À POESIA



Doces lembranças...

De todos os meus amores,
Das paixões, e ilusões, dos sonhos concretizados,
... e, de todas aspirações; dos amores já vividos,
tantos outros esperados... Há um que é sublime...!

Afirmo...

Sempre me encanta, me acalma, acalanto do meu pranto,
E amante de minh’alma!
Minha doce companhia, meiga e eterna...
O teu fluir é melodia... És musa, és lira, és ode.

Os sentires que explodem, és a água e o fogo,
És a rosa e a espada!
O controverso da sorte...
Surreal, sensual, lirismo e concretismo,
Tornas os mortais em imortais...

E ainda...

Reverso do verso és, beleza universal,
Dás vida as minhas dores,e aos meus dissabores
... transformas em lirismo!

Essência nobre...

Desconheces o ciúme, em meio aos queixumes,
fazes o feio ser bonito..., dores, melancolia
...Beleza ao novo enredo!
Imenso é o nosso amor em tudo me satisfazes...
Doce encanto, bom enlevo,
Qualidades que jamais em alguma outra vejo....


EstherRogessi,Poema a Poesia, 10/03/10

JOGOS d'AMOR


Os reveses que a vida me trouxe
O amargo resultante do doce...
Secou-me a fonte e encrespou meus montes.

Antes sensíveis, trêmulos, ao menor toque...

Os lençóis de seda, às pétalas de rosas,
jogos que não de meninos,
e neles, aqueles dados... indicando a sorte.

Ó doces escolhas do destino...

Unindo-me mulher-feita ao meu homem-menino,
Num cavalgar inebriante, ao êxtase do instante,
a loucura do insano amor...

Tu, meu Pégasus – meu cavalo-voador – !

E eu, pluma leve sobre ti...
a medir-te comprimento e diâmetro,
com a doce fita da minha boca...
fazendo-te sofrer...doce sofrer...
Eu... o carrasco , e tu, o masoquista

Doce masmorra...

Pulsos atados, corpos acoplados,
Engate perfeito... No sobe e desce da sonda
... Enfim, o jorrar!

Lembranças...Éramos assim!

EstherRogessi, JOGOS d'AMOR, Imagem Web, 09/03/10
Creative Commons License
This obra by Attribute work to name is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil License

O AMOR NÃO TEM IDADE


O amor não tem idade, não é jovem, tampouco velho,

nova ou velha é a carne... O amor, esse é eterno!

Chiquinha Gonzaga e João Batista, prova disso nos deu.

Ela aos 52 anos o verdadeiro amor conheceu.

Ao lado de um jovem-moço que contava seus dezesseis...

Pra todos era seu filho adotivo, por dois anos foi assim...

Aos dezoito, anúncio se fez: João Batista Fernandes Lages,

a assumiu e com ela, teve a sua primeira vez!

Cinquenta e dois X dezesseis!

Chiquinha a musicista, compositora consagrada, chorona, pianista e regente,

mulher conceituada, quebrou protocolos - Ô Abre Alas - desfez "tabus" no Brasil,

viveu livre seu grande amor, pois, nele acreditou,

e enquanto ela viveu foi amada...

Alma-criança, homem-menino, pra frente avança,

o amor vence, não há barreiras, não há correntes.

O amor é um elo mais forte do que a morte, é eterno!

Nem o tempo, nem às rugas, quebrou o encanto desse amor...

Chiquinha Gonzaga amou a João Batista com a idade de sua avó...

... O homem João Batista, jamais a deixou só!


Estherrogessi.Prosa: O Amor Não Tem Idade. 09/03/10
Creative Commons License
This obra by Attribute work to name is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil License

ORAÇÃO INTERCESSÓRIA DE JESUS


O Senhor Jesus o intercessor dos homens junto ao Pai. Este capítulo do Evangelho Segundo São João, vem nos ensinar o caminho da oração, da intercessão. Pois o que ora, conversa diretamente com Deus, apresenta-LHE, causas, anseios e aflições, em doces palavras e/ou em clamores. Porém o que intercede, representa o apresentado diante de Deus. Coloca-se em seu lugar, se faz um com ele, em rogos do mais profundo do seu ser, sentindo às suas dores, chegando às lágrimas...
O ministério da Intercessão é fato! E O Senhor Jesus o exerce hoje e eternamente junto ao Pai (em rogos por todos nós). Porém, dentro desse capítulo, a minha visão espiritual voltou-se para os versículos 3, 4, e 5.
(Jo 17.3) E a vida eterna é esta: que te conheçam, a ti só, por único Deus verdadeiro, e a Jesus Cristo, a quem enviaste.
(...17.4) Eu glorifiquei-te na terra, tendo consumado a obra que me deste a fazer.
(...17.5) E agora glorifica-me tu, ó Pai, junto de ti mesmo, com aquela glória que tinhas contigo antes que o mundo existisse.

Paráfrase:

Boa coisa é conhecer a Deus e servi-Lo em verdade. Conhecer, não é simplesmente saber quem é a pessoa, ou o que desta é explicitado. Há quantos conhecemos, porém, não seguimos e nem tampouco comungamos de suas visões, filosofias e/ou metodologias, etc. Assim, biblicamente falando, conhecer a Deus, é partilhar e compartilhar de sua visão, é ver através do Seu angular, tal qual,Jeremias

( Jr 1.11-12) Ainda veio a mim a palavra do Senhor, dizendo: Que é que Vês Jeremias? E eu disse: Vejo uma vara de amendoeira. E disse-me o Senhor: Viste bem; porque eu velo por minha palavra para cumpri-la.
Em outras palavras, Jeremias estava e tinha a mesma visão que Deus – ele o conhecia –.
No versículo 5 Jesus pede ao Pai que O glorifique, tendo-O junto a Ele mesmo, com a mesma glória que existia antes que o mundo existisse.
Simplesmente, O Senhor Jesus, fala da unidade existente na Trindade, mesmo antes de tudo existir, pois Ele é eterno. Entendemos também, que o Senhor tinha a consciência do dever cumprido, na sua onisciência Ele sabia está próximo o momento do encontro verdadeiro com o Pai (metafisicamente falando). Podemos ver essa afirmativa relatada em (Gn 1. 26), quando Deus Pai disse: Façamos o homem segundo a nossa imagem e semelhança. A Trindade existia, pois, ‘façamos’ é plural, denota que Deus Pai não estava só. O Verbo ainda não estava encarnado. O que podemos contemplar em (Jo 1.1-3) No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus. Ele estava no princípio com Deus. Todas as coisas foram feitas por ele e sem ele nada do que foi feito se fez.

No versículo 4, o Senhor Jesus deixa-nos um grande ensinamento: Quantos de nós começamos algo e não terminamos, no plano secular e até mesmo na Igreja?
Quantos tem cargos às mãos e não os honra?
Quantos voltam às costas para às responsabilidades assumidas e ainda desejam a benção de Deus sobre suas vidas?

Maldito o homem que faz a obra negligentemente (Jr 48.10 )

Jesus chega diante do Pai e diz com a consciência leve: “Eu glorifiquei-te na terra terminando a obra que me deste a fazer.”
Só depois, de afirmar ter terminado a obra, Ele falou: “Agora, glorifica a mim...”

Que possamos meditar na oração intercessória de Jesus, e conhecê-Lo, não como Jó, a princípio o conhecia, mas, segundo o seu falar ao final das experiências adquiridas, ao longo de sua vida: "Antes te conhecia de ouvir falar, porém, hoje os meus olhos te veem" (Jó 42.5)


EstherRogessi.Escritora UBE Mat.9363. Mensagem:ORAÇÃO INTERCESSÓRIA DE JESUS. 09/03/10
Creative Commons License
This obra by Attribute work to name is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil License

segunda-feira, 8 de março de 2010

NOME DE MULHER



N ome de mulher é oração guardada no fundo d’alma
O uvindo-a me enterneço esse chamado me acalma...
M aravilha é saber ser, não perdendo sua essência,
E assim, feliz viver, sendo para todos, um doce ser!

Deixar-se guiar, como que, se nada soubesse...
E assim, poder ganhar, só por se deixar levar...

M ulher tem a magia, de ser porta, de ser ponte
Ú nica no conceber, geratriz de um novo ser.
L inda...calmante para o ardoroso amante, quando não... Loucura!
H elena – nome de mulher –, esposa de Menelau e amante de Páris!
E assim, por suas veias, sangue quente correu, homens conheceu...
R odes, para ela foi fatal , traindo a Menelau, foi enforcada por Polixo – a rainha –.

EstherRogessi. Acróstico:Nome de Mulher. Categoria: Poética.16/08/09
Creative Commons License
This obra by Attribute work to name is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil License

MULHER (Rondó)



Protótipo de beleza...
Ímpar em sutileza.
Leva o homem a loucura,
Dá-lhe alegria, leveza.

Protótipo de beleza...
Ímpar em sutileza.
Felina solta na noite,
No amor tem destreza.

Protótipo de beleza...
Ímpar em sutileza.
Arranhando traz tristeza.
Se arranhar é tigresa...

Protótipo de beleza...
Ímpar em sutileza,
Do seu ventre brota vida,
Mãe terra é a natureza,


Protótipo de beleza...
Ímpar em sutileza,
Leva o homem a loucura,
Doce loucura, certeza!
Não a trate com vileza,
Felina solta na noite...
Tem peculiar beleza.

EstherRogessi,Rondó: Mulher, Mural dos Escritores.Categoria: Poético 07/03/2009 http://muraldosescritores.ning.com/group/rondelerondo
Creative Commons License
This obra by Attribute work to name is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil License

A MULHER



A Mulher é obra divina, de Deus, perfeita criação.

M arinas, Rosas, Etelvinas, menina-moça, mulher-menina
U nicas em procriação...gestação.
L ua cheia ou quarto-minguante... Belas sempre são!
H eterogênio sentir, inquietante natureza, multiplicidade e beleza...
E sther nome de mulher, diferente em ação...
R ogessi, eis-me aqui, e, a todas a minha admiração!

EstherRogessi. Acróstico: A Mulher. Publicação Especial: “Dia Internacional da Mulher.” Imagem: Web. 04/03/10


Creative Commons License
This obra by Attribute work to name is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil License

DE MULHER PARA MULHER


Muito se fala, homenageia, se escreve, se descreve e poetisa, sobre essa, que foi, é e será... Musa, lira, verso, reverso, controverso... Ode!

Mulher! Equilíbrio e loucura.

Natureza, mãe-terra, Gaia, oxigênio, vida, morte, desdita e sorte.
Início e fim, o bom e ruim. O fio da costura, o rasgo do saco, o arremate, o grito e o engasgo!
Da navalha o fio, do sedento o desafio... MULHER!
Beleza, realeza, atenção, distração, sedução... Perdição.
O brilho que seduz...! A trilha das trevas e o caminho à luz...

Nesse dia, esqueçamos da trilha e falemos do caminho... De uma mulher especial nesse dia ‘especial da mulher’... Maria, a Virgem de Deus, caminho para o Caminho. Bendita para sempre és!

Falemos de Ana, a Ana de Elcana. A mulher doação. Que esperou longamente pela concretização de um sonho, para quando, de posse desse, o ofertar ao Senhor... e, assim, alcançou a recompensa de tê-lo multiplicado ( seus filhos).

Falemos de Joana D’arc. Mulher simples de unhas cortadas rentes, mulher- campestre, camponesa brava, guerreira, vencedora, libertadora, líder, que empunhou bem e bem conviveu com o fio da espada. Até quando se esqueceu, que, ela tem dois gumes... E, que a missão para a qual, Deus a reservou..., tinha um tempo de início e fim, não poderia ir além nem aquém do seu determinar.
Hora de seguir é para prosseguir e hora de parar é para se prostar!

O que permanece na linha depois do trem partir, consequentemente, será esmagado.

Mortos não louvam a Deus. É covardia fugir do inevitável, não se resolve situações fugindo delas, no máximo se consegue retardá-las; é sabedoria preservar a vida para dedicá-la por mais tempo a uma causa...!
O fanatismo é sinônimo de loucura. Deus é sábio!

Mulheres mártires!
De outrora, de um passado bem-passado, mau- passado, ou, do presente.
Mártires por amor a Deus, ou a outro deus seu.

Acordem mulheres!
Os deuses deste século não nos ama, tanto quanto, Deus! E, este, nos quer vivas para a Sua glória!

Liberdade mesmo que tardia!


EstherRogessi.Escritora UBE Mat.9363.Crônica: De Mulher Para Mulher.07/03/10
Creative Commons License
This obra by Attribute work to name is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil License

MULHER A MAIOR OBRA POÉTICA



O escultor dos escultores, a própria inspiração...
Olhou para o universo, contemplou-lhe a grandeza, ímpar em beleza, complexidade, perfeição em ação.
Havia movimento na primeira mulher: Terra! Mãe-natureza, rotação, translação...
Observando-a, pôs-se a pensar: – O que de mais complexo e formoso posso criar?

Olhou para os montes, suas curvas e retas; para os abismos, para a complexidade de tudo quanto até então, criara... Às cavernas, esculpidas nas rochas; olhou para o fogo e sabendo-o destruidor, com o poder de derreter até mesmo o ferro; contemplou o campo..., a grama verdejante, o orvalho - às lágrimas das rosas -, e delas, aspirou-lhes o perfume inebriante; observou os animais, os répteis rastejantes e mortais!

– Está faltando algo!

Pensou... e, assim, criou o homem.
Porém, a maior obra da criação, o arremate, o verniz, o brilho, a vida, a perpetuação...
O melhor, precisava existir: "A maior obra poética do Criador, não foi outro homem, não senhor...!"

EstherRogessi.Prosa:Mulher A Maior Obra Poética.08/03/10

Creative Commons License
This obra by Attribute work to name is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil License

quinta-feira, 4 de março de 2010

À ELE:SINAIS DO TEMPO



Não há névoa em seus olhos, deles, a retina continua sã.
Na mente, sanidade, meditação no passado, e , a certeza de para sempre viver...!
Por horas, dorme acordado, o sono não lhe roubará da vida!
Quanto viveu, quanto passo deu... Quanto ainda dará?...
Denotação de descanso de quem descansado viveu,
e, no descanso aprendeu a sabedoria obter.
Traz em si... a paz que emana de quem cumpriu o legado:
dramaturgo, artista..., improvisador, advogado... Literato!
Os calos que a vida lhe trouxe, indolores, hoje são
... Só lembranças do passado, no profundo d’alma aportadas, e, distanciadas do coração.
Na voz, sinais do tempo; na pele, a perda do viço; o espírito-criança permanece.
Veloz sobe e desce às montanhas e planícies, adentra o mato, cheiro bom de terra, campinas orvalhadas, e aquelas meninas... Doces encontros, com os amores do passado.
Na cadeira de balanço embala doces lembranças... Descansa! Ele é criança... Não cansa!

EstherRogessi. Escritora UBE.Mat 3963. Prosa: À ELE:SINAIS DO TEMPO, 03/03/10.
Creative Commons License
This obra by Attribute work to name is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil License

Quem sou eu

Minha foto
Baronesa da Gothia Rogessi de A. Mendes (EstherRogessi). Pernambucana, outorgada com Título Nobiliárquico - Alta Insígnia BARONESA DA GOTHIA da Augustíssima e Soberana Casa Real e Imperial dos Godos de Oriente, DAMA COMENDADORA da Real Ordem dos Cavaleiros e Damas Rei Ramiro de Leão. Comendadora pelo CONINTER ARTES.. Escritora UBE/SP; Embaixadora da Paz (FEBACLA); Artista plástica, Membro Correspondente de várias Academias de Letras e Artes Nacionais e Internacionais. Consulesa e Comendadora. Tem escritos publicados em Antologias e Revistas Virtuais, no Brasil e exterior. Publicou o seu primeiro livro solo, pela Editora Literarte intitulado "Conflitos de uma alma" Romance ISBN 978-8-5835200-8-5 EstherRogessi recebeu várias premiações nacionais e internacionais.

Tesouros Escondidos...