terça-feira, 21 de julho de 2009

AMIGO OU BAJULADOR? (Artigo)




Bom é ter e melhor é o saber conservá-lo!
Há quem pense não existir...
Concordo, que o verdadeiro amigo é tal qual jóia rara. Difícil de encontrar e encontrando-o, deve-se zelar...
Há quem pense que amigo verdadeiro é àquele que está sempre em concordância com os pensamentos e ações da outra parte; é o que encobre os erros; o que silencia... Ou ainda, ser àquele que é igualzinho à sua pessoa. Nada disso! Qual a maravilha existente no fato de alguém ser igual a mim? (no pensar ou agir?) Os opostos se atraem, justamente para que possa haver uma compensação no que falta ou no que abunde entre às partes...
Amigo, é aquele que sabe conviver com o oposto do seu ego... o que sabe lidar com às virtudes e falhas do seu próximo; é o que não omite a personalidade própria, em prol do que julga amigo, pois, somos o que somos, e devemos ser amados pelo que somos, sem imposições ou cobranças. Muito menos, castrações!
Amo o meu amigo por razões àcima do explicável!
A verdadeira amizade é movida pelo elo do amor ágape, amor Zoé – o próprio amor de Deus –, tal qual o amor de Jônatas por Davi (o rei).
Para isto, faz-se necessário que ambas às partes, deixem-se conhecer. Antes de qualquer coisa, é imprescindível o respeito mútuo. Esta é a base de todo e qualquer relacionamento. Acabou o respeito, acabou o amor!
Analogicamente...O Super Mercado é um amigo: Temos a certeza de nele encontrarmos o que necessitamos. Temos à nossa disposição uma multiplicidade de gêneros, à espera de quem precise. Porém, cada um, por mais necessidades que tenha, terá que se abster de certos ítens. Uns, entram e pegam apenas uma cestinha, outros, um carro e ainda há quem pegue mais de um...
Nas prateleiras, encontraremos do açúcar à pimenta; da carne fresca aos enlatados. Sabemos porém, o que nos é pertinente. Assim como, deixaremos no lugar o que não nos convém, o que não nos fará bem! Ou ainda, o que não poderemos pagar.
Por fim, enfrentaremos uma longa fila e pagaremos pelo que precisarmos...e, se sairmos sem pagar... Deixaremos de tê-lo por amigo!
O Super Mercado é um amigo, com regras e limites, tal qual toda boa amizade...
Há quem confunda totalmente o que seja um amigo e um bajulador.
O amigo não existe para dizer sim a tudo, ele sabe posicionar-se, dizer sim e não; concordar e discordar;calar na hora certa;saber ouvir e também gritar a verdade nua e crua se necessário. Ele não se castra, não se omite, porque simplesmente ele é amigo! E a verdade muitas das vezes dói, porém, cura! Ele, o amigo, não tem interesses que não a amizade... assim, sendo, tende à ser verdadeiro.
Já o bajulador, é pegajoso... é como que cerinto – adquire às formas de quem lhe aprouver –, sua visão é usufruir! Por isto, não contradiz, nunca! Não tem caráter.
Este sim, quer ser a Xerox de quem julga ser amigo!
Fora que é laço!
Vivamos a moderada amizade, da falta dela, nasce a degeneração!


EstherRogessi.Artigo: Amigo Ou Bajulador?Categoria: Narrativa.21/07/09. Copyright.

Nenhum comentário:

Quem sou eu

Minha foto
Baronesa da Gothia Rogessi de A. Mendes (EstherRogessi). Pernambucana, outorgada com Título Nobiliárquico - Alta Insígnia BARONESA DA GOTHIA da Augustíssima e Soberana Casa Real e Imperial dos Godos de Oriente, DAMA COMENDADORA da Real Ordem dos Cavaleiros e Damas Rei Ramiro de Leão. Comendadora pelo CONINTER ARTES.. Escritora UBE/SP; Embaixadora da Paz (FEBACLA); Artista plástica, Membro Correspondente de várias Academias de Letras e Artes Nacionais e Internacionais. Consulesa e Comendadora. Tem escritos publicados em Antologias e Revistas Virtuais, no Brasil e exterior. Publicou o seu primeiro livro solo, pela Editora Literarte intitulado "Conflitos de uma alma" Romance ISBN 978-8-5835200-8-5 EstherRogessi recebeu várias premiações nacionais e internacionais.

Tesouros Escondidos...