segunda-feira, 27 de julho de 2009

Experiências Espirituais: Êxtase! Deus Fala Através Dos Sonhos Cap.II

Estava eu deitada no meu divã em estado de êxtase espiritual...
Às minhas pernas estavam para cima do braço do mesmo, queria descansá-las. Estavam em um plano mais alto, ficando para fora do braço do deste.
Senti uma presença que não me transmitia calma, segurança... De repente, a criatura chegou aos meus pés e começou a puxar da ponta dos meus dedos algo. Era como se eu estivesse vestida com meias que iam até abaixo das nádegas... Puxou-as... e eu estava como que consciente de tudo, pensava como se estivesse acordada.

Então, já me vi em uma cadeira de rodas... indo em direção a porta do meu quarto, que se encontrava aberta, estava um tanto quanto escuro, porém, eu via o imenso guarda – roupa – o meu guarda – roupa –, que fica bem em frente a porta do quarto.
A cadeira de rodas deslizava mansa em sua direção e eu calada, à medida que ia me aproximando, um grande medo me assolava... Estática me perguntava: "O que vai sair daí?..."

Voltei daquele estado, que bem sei não ter sido sonho...

Nunca senti nada nas minhas pernas, porém, logo a seguir, comecei a sentir dores na parte traseira das minhas coxas, até as minhas pernas. Uma dor inquietante, cansada, fina...
Às vezes, era como se eu fosse arriar os quartos, insuportável!
Parecia que alguém estava a puxá-las para baixo, como se fosse haver um deslocamento nas juntas...

Era tudo muito estranho e como nosso ministério é aberto aos dons espirituais, e temos várias experiências com a intercessão. Comecei a interceder por quem estivesse a precisar de cura espiritual, pois, algumas das vezes, a enfermidade é psicossomática – reflete-se na matéria –. Assim sendo, comecei a orar por quem estivesse à sentir os sintomas que eu estava à sentir e que, porém, poderiam não ser meus – dores de parto –, pois, o verdadeiro intercessor, costuma sentir às dores que não são suas, e através da oração ser operada a libertação em quem estar à precisar.

Foi quando em oração o Senhor me visitou e disse: “Escreve a experiência, estou ti dando para que saibas que existe um tipo de revestimento espiritual, para várias partes do corpo... Pés, pernas, mãos, cabeça... Não temas! Pois, assim como apareceu desaparecerá”!

Revestimento tal qual o Senhor colocou em Jó (Jó 1. 3). Quando satanás foi até ao Senhor Deus, o Senhor lhe perguntou: Observaste o meu servo Jó? E, começou a falar sobre as qualidades de Jó a satanás. Então este LHE respondeu: Acaso teme Jó a Deus debalde? Em outras versões, satanás diz ao Senhor: Pudera! Colocaste sobre ele uma sebe, isto é, uma proteção, um tipo de revestimento espiritual.

O Senhor tinha por várias vezes, me mostrado, me falado em sonhos, sobre algo em que eu estava em falha para com Ele...
Às nossas falhas dão legalidade para que, o inimigo das nossas almas – satanás – possa nos afligir.
Existem leis espirituais, estabelecidas por Deus.
Temos o dever de como seus seguidores, exercermos a Sua justiça, procurarmos ser segundo a Sua semelhança – em ações dignas, próprias de seus discípulos –.
Deus não é vingativo.
No plano terrestre, na nossa vida secular, existem leis – formuladas por homens, as quais, têm que ser seguidas. Desde o homicídio até a menor infração no trânsito.
As leis existem, para que haja ordem e decência entre os homens e para que estes não liberem o animal comumente escondido em si.
Sendo a comunidade humana cativa as leis vigentes no planeta terra, como nós cidadãos celestiais, filhos do Deus Todo- poderoso, Deus de ordem e decência. Acaso, poderíamos usar e abusar das nossas vontades, contrariamente às Suas leis?
E ainda seguirmos ilesos, em nome do amor do Deus de amor?

Acaso, quando castigamos os nossos filhos, deixamos de amá-los?
Ou é a punição – moderada – um ato de correção contribuinte na formação de um caráter irrepreensível?

Ensina, instrui às crianças e não será preciso punir os homens ( Pitágoras).

Ninguém pode dizer que ama verdadeiramente a um filho, se fica sempre a passar as mãos por cima de sua cabeça.
Ao cordato, a simples palavra o livra do erro... Porém, ao de dura cerviz, que alertado por várias vezes, se mantém inflexível, a este, a destruição virá de repente.
Às leis existem para os fora da lei, e só estes, devem temê-las!

Até então, eu não tinha discernido o que Deus insistentemente me mostrara através dos sonhos...
Eu tinha errado contra alguém e o Senhor queria que eu pedisse perdão a esta pessoa. Mostrou-me, que, eu tinha pendências espirituais para com Ele e caso eu não me dobrasse para pedir este perdão, eu poderia ir para uma cadeira de rodas.
A minha falha, deu legalidade para que satanás tirasse o revestimento das minhas pernas – o tirar é só dele, Deus só nos dar e acrescenta – , possibilitando às dores atrozes que eu estava a sentir, e como Deus não é inconseqüente, usou o fato para grandes propósitos ao mesmo tempo.

Pedi com pressa o perdão a Deus e a quem eu devia pedir. Confessei a minha falha perante a igreja. Através do meu pedido de perdão, O Senhor operou cura divina em mim e em quem precisava ser liberto (a)das dores que conheci bem, a intensidade. Através deste fato, obtive mais uma experiência espiritual, para que eu pudesse levar a termo o bom propósito que Ele tem em minha vida.
no início do meu ministério, fiz um pedido ao Senhor: Pai, não quero pregar segundo homens, porém, dá-me experiências contigo, para que ao abrir da minha boca, fluam palavras de vida e com vida!...
O Senhor tem me fartado delas!...

O medo que eu sentia ao me aproximar do meu quarto, enquanto que eu olhava para o meu guarda-roupa e perguntava a mim mesma: o que vai sair daí?

Bem, eu tinha algo oculto dentro em mim, que não era bom, algo guardado... e a pergunta... Ora, eu soube depois de toda experiência revelada e sentida na minha própria carne!...
Experiência assustadora, eu que o diga!

Por fim... Libertação! Obra espiritual.
Às dores sumiram, após o pedido de perdão. Tal qual o Senhor falou.
Pois, diz a Bíblia : Deus não é homem, para que minta; nem filho do homem, para que se arrependa; porventura diria ele, e não o faria? Ou falaria, e não o confirmaria?” (Nm 23.19).


HadassaEsther. Experiências Espirituais: Êxtase! Deus Fala Através Dos Sonhos Cap.II Categoria: Narrativa.27/07/09. Copyright.

Nenhum comentário:

Quem sou eu

Minha foto
Baronesa da Gothia Rogessi de A. Mendes (EstherRogessi). Pernambucana, outorgada com Título Nobiliárquico - Alta Insígnia BARONESA DA GOTHIA da Augustíssima e Soberana Casa Real e Imperial dos Godos de Oriente, DAMA COMENDADORA da Real Ordem dos Cavaleiros e Damas Rei Ramiro de Leão. Comendadora pelo CONINTER ARTES.. Escritora UBE/SP; Embaixadora da Paz (FEBACLA); Artista plástica, Membro Correspondente de várias Academias de Letras e Artes Nacionais e Internacionais. Consulesa e Comendadora. Tem escritos publicados em Antologias e Revistas Virtuais, no Brasil e exterior. Publicou o seu primeiro livro solo, pela Editora Literarte intitulado "Conflitos de uma alma" Romance ISBN 978-8-5835200-8-5 EstherRogessi recebeu várias premiações nacionais e internacionais.

Tesouros Escondidos...