quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

Desejos do Coração (Conto natal)



Não mais sou aquela criança, que, às vésperas dos natais longínquos... sonhava, em agonia, com o término da noite e lutava contra o sono para ver-te chegar durante às madrugadas, Noel... Ansiosa eu colocava meus sapatinhos bem arrumados , embaixo da cama , esperando a tua visita, que eu sabia, ser breve... Quantos lares tinhas que visitar!... E, ao amanhecer, de um salto... Eu me punha em pé! Os meus olhos seguiam direto a procura dos meus sapatos, onde um ajudante teu – quantos desses tens mundo afora... –, tinha colocado o meu presente.

Lembro da boneca duura... baraata... que o teu ajudante me presenteou! Não mexia a cabeça, nem os braços e menos ainda as pernas. Os olhos eram pintados... Porém, como me fez feliz!...

Fui crescendo e o meu entendimento cresceu comigo... Quantas perguntas eu fiz a mim mesma... Algumas sem respostas, outras... vieram a mim.

Como é lindo o Natal! É uma festa que simboliza a paz e a fraternidade entre os homens... Tudo é tão singelo, tão mágico!... Tão saudoso... Mesmo, para os que ainda, não têm porque sentir saudade...

Tudo é vermelho, verde e branco... Sangue, vida e paz!...

Ah!... Hoje, percebo, infelizmente, que a maioria, comemora tudo nessa época, menos o que se deve comemorar de fato!... O personagem principal está tão distante de cada um deles... É uma festa cuja preparação é uma forma de exaltação própria!
A casa material é limpa ornamentada, troca-se móveis e utensílios; se faz faxina nos armários e guarda-roupas, é momento de inovação exterior... Às geladeiras ficam repletas de guloseimas; de supérfluos, para alimentar a quem não tem fome... É NATAL!!

Foi em busca da compra de presentes, que me deparei com a ‘realidade da época’... Ao chegar a uma grande loja de brinquedos... Observei um pai testando um carrinho, guiado por controle remoto. Feliz, tal qual, uma criança... Indeciso entre levar o carrinho e/ou um helicóptero que, parecia ser mais real, do que se possa imaginar...Com certeza, aquele pai estava propenso a si presentear, tanto quanto, ao filho... Quem sabe?... Talvez, quando criança, recebera presentes como os que eu recebi... (e, graças a Deus por tê-los recebido...) Naquele momento de observância, percebi uma criança maltrapilha – menino-de-rua – admiradíssimo com tamanha beleza... Ele assentou-se no chão e ficou embevecido. Os seus olhos brilhavam, como as luzes do Natal... Ora, olhava o carinho que fazia manobras radicais, guiado pelo comprador-criança; ora, fitava para o alto, vendo o helicóptero voaando... tal qual, um pássaro. Foi em meio aquele enlevo que chegou um vendedor desnaturado, insensível e o colocou para fora, puxando-lhe pelo braço grosseiramente... O meu espírito se constrangeu! Quando me recuperei do choque momentâneo, gritei: Pare! Não faça isso! Respeite a criança... Suas vestes estão sujas, porém, a sua inocência é branca... Não a manche! Deixe-o em paz! Ele está comigo... O homem saiu desconfiado... Perguntei ao garoto: qual deles é o mais bonito? E ele respondeu: – O avião!!
Papai do Céu – hoje eu sei a nome correto – realizou o sonho daquela criança. Eu sei, o quanto dói, não ter um sonho realizado...
O que é fácil e corriqueiro para milhares, pode ser de suma importância para outros tantos.

Eu tenho um sonho há dez anos... Sei que se tornará real... Viverei até lá!...


EstherRogessi.Conto de Natal.Desejos do Coração.Categoria:Narrativa.23/12/09
Creative Commons License
This obra by Attribute work to name is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil License

Nenhum comentário:

Quem sou eu

Minha foto
Baronesa da Gothia Rogessi de A. Mendes (EstherRogessi). Pernambucana, outorgada com Título Nobiliárquico - Alta Insígnia BARONESA DA GOTHIA da Augustíssima e Soberana Casa Real e Imperial dos Godos de Oriente, DAMA COMENDADORA da Real Ordem dos Cavaleiros e Damas Rei Ramiro de Leão. Comendadora pelo CONINTER ARTES.. Escritora UBE/SP; Embaixadora da Paz (FEBACLA); Artista plástica, Membro Correspondente de várias Academias de Letras e Artes Nacionais e Internacionais. Consulesa e Comendadora. Tem escritos publicados em Antologias e Revistas Virtuais, no Brasil e exterior. Publicou o seu primeiro livro solo, pela Editora Literarte intitulado "Conflitos de uma alma" Romance ISBN 978-8-5835200-8-5 EstherRogessi recebeu várias premiações nacionais e internacionais.

Tesouros Escondidos...