terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

MEDITANDO NO SALMO 2



Davi pergunta ao Senhor, em um dos inúmeros momentos de aflição em sua vida...
Por que todos se unem a imaginar e/ou a pensar em coisas infrutíferas, vãs...?
Desde os mais poderosos até a plebe? Não se dão conta, de que, ao se unirem contra um justo, estão cometendo injustiça primeiro ao Senhor, ou a quem Ele exaltou na terra - seu ungido(a) -...?

Ora Davi ao Senhor: Ó Deus, és justo e por fim rirás, de tantos quantos, riem de mim, agora...Falarás com todos eles, e os confundirás no Teu furor.
Eu porém ungi o meu Rei, sobre o meu santo monte de Sião. Recitarei o decreto o Senhor me disse: Tu és o meu filho, hoje te gerei.(Sl 2:6)

Quantas vezes agimos tal qual, o rei Davi. Perguntamos o 'POR QUE' das perseguições, incriminações, injúrias, cascas-de-bananas intencionalmente lançadas a nossa frente... e, até mesmo o pouco caso que muitos fazem de nós... Ou mesmo, a inquietação que causamos inconscientemente em alguns, pela forma de vida que temos; por nossas crenças, e por que não... pela fluência poética, que nos presenteou o Criador? Sim! Todo dom perfeito, toda boa dádiva, vem do alto, do Pai das luzes onde não há sombra nem variação(Tg 1:17).

Há sempre quem se incomode, quem fale por nossas costas - a maior covardia é falar de quem não estar presente; de quem não pode se defender. -, porém, o rei Davi nos diz que as injustiças cometidas a nós, são primeiramente, cometidas contra Deus e que por fim, Ele rirá de tantos quantos, se levantam, levantaram ou levantarão, de uma ou outra de outra forma, contra nós... A resposta certa vem do Senhor. Ele exalta os abatidos; faz dos que nada são os que são - os tidos por nada e /ou ninguém -; transforma os sábios em loucos e os loucos em sábios; para que ninguém se glorie perante Ele ( I Co 1:27-29)

O rei Davi diz pra quem ele olha, em quem ele confia, quem é seu ÍDOLO: O SENHOR, Ele é o seu Rei e a certeza única da sua vida. A Sua Palavra, o seu Decreto. O rei Davi embora sendo rei, não confia nos tesouros do reino, nem no grande exército que ele tem domínio... A sua confiança não se encontra em braços-de-carne, nos músculos dos poderosos do seu exército, nos homens de guerra!

Nas horas de desânimo, de abatimento, ele eleva os olhos para o alto e diz: O meu socorro vem do Senhor que fez céu e a terra.O Senhor é quem me guarda; o Senhor é a minha sombra, a minha direita. O sol não me molestará de dia nem a lua de noite. O Senhor me guardará de todo o mal; ele guardará a minha alma.O Senhor guardará a minha entrada e a minha saída, desde agora e para sempre. Amém! (Sl 121:1-8)

"Os que confiam no Senhor serão como o monte de Sião, que não se abala, mas permanecem para sempre" ( Sl 125:1)

EstherRogessi.Paráfrase do (Sl 2:1-7) 18/02/10 (Bíblia Sagrada)Imagem:Web
http://muraldosescritores.ning.com/profiles/blogs/meditemos-no-salmo-2

Nenhum comentário:

Quem sou eu

Minha foto
Baronesa da Gothia Rogessi de A. Mendes (EstherRogessi). Pernambucana, outorgada com Título Nobiliárquico - Alta Insígnia BARONESA DA GOTHIA da Augustíssima e Soberana Casa Real e Imperial dos Godos de Oriente, DAMA COMENDADORA da Real Ordem dos Cavaleiros e Damas Rei Ramiro de Leão. Comendadora pelo CONINTER ARTES.. Escritora UBE/SP; Embaixadora da Paz (FEBACLA); Artista plástica, Membro Correspondente de várias Academias de Letras e Artes Nacionais e Internacionais. Consulesa e Comendadora. Tem escritos publicados em Antologias e Revistas Virtuais, no Brasil e exterior. Publicou o seu primeiro livro solo, pela Editora Literarte intitulado "Conflitos de uma alma" Romance ISBN 978-8-5835200-8-5 EstherRogessi recebeu várias premiações nacionais e internacionais.

Tesouros Escondidos...