quinta-feira, 27 de maio de 2010

Teoria Literária: O Uso de Tangs


As Tags são palavras-chaves, usadas para agrupar diversas informações que tratam do mesmo assunto publicado. Aparecem sempre separadas por (,) vírgula.
Por muitas vezes, nos deparamos com textos literários, nos quais, se pede o uso de tags, porém, dificilmente, estas, são colocadas de forma correta. Comumente, se pensa – como eu pensava –, que se podia colocar como tags, palavras soltas do texto... Sem ter a certeza, a consciência devida, do seu uso correto.

As tags servem para um sistema de busca por autor, título, referência do(s) assunto(s) do conteúdo, e/ou endereço virtual, dentro da Plataforma Ning e também pelo Google e outros sites com sistemas de busca, podendo cada palavra-chave ser formada por uma palavra solta ou um conjunto (neste caso, vem entre aspas), podendo trazer também referência do(s) assunto(s) do conteúdo textual, caso o título não deixe isso claro ou não consiga contemplar tudo.

Exemplificando o uso de tags no texto abaixo:

"... Maravilhosa realização é para a mulher gerar e parir. A alma do poeta é uma geratriz e parideira incansável..., cada obra a fluir do mais íntimo de sua alma – tal qual mãe, que parindo ao filho se acalma -, deleita-se em ter às mãos, no momento, revelada a obra que até então, achava-se em descanso dentro de si. A mente do poeta é geratriz de filhos perpétuos..."

Tags: O Poeta Não Tem Sexo, Pensamento, Mural dos Escritores

Comentário de Luiz Dias Vasconcelos em 21 agosto 2009 às 16:12

Amiga,enquanto espero o caminhão do leite que me levará para a roça às 17 horas, virtualmente já voltei. Voltarei para reler " O Poeta Não Tem Sexo". Razão, entrei em uma "venda" para comprar panos de chão, pois meu alisador de poltronas é desminliguido e viajarei sentado na tampa da lata de leite e não é que um moço saiu com esta: "Ai! Depressa me arrume um racha e breia, meu caminhão tá saindo". Procurei saber o que ele dissera e descobri que era isto: AÍ, me arrume um pão com manteiga,etc". Depois dessa, vai lá o Luiz entender Tags? Abraços, amiga.

RESPOSTA AO COMENTÁRIO DO AMIGO LUIS...

--Amigo Luis...
Para o homem simples do campo – o brejeiro –, que não aspira a nada mais, do que, viver da roça e, nela morrer.. fica bem o desconhecer a linguagem literária, tanto quanto, a informática – o que seria dos doutores, se não existisse o homem do campo – Amo a simplicidade do campo em todos os sentidos.
Porém, hás de convir, que, mesmo convivendo com este povo maravilhoso e, com a sua simplicidade de expressão oral, foi necessário saberes o significado das palavras que foram ditas, através de um deles, segundo o teu humorado relato:“a depressa me arrume um racha e bréia, meu caminhão tá saindo.”
Tradução: Aí, me arrume um pão com manteiga etc., terminas me perguntando: "Depois dessa vai lá o Luiz entender de Tags"?
Ó Luiz.. quem pergunta quer saber... Mesmo na tua simplicidade de homem do campo, creio, viajando sentado na tampa da lata de leite, tens um compromisso com a Literatura e com os teus leitores, dos quais, eu sou uma. A Internet é um fato! E tenho certeza, de que, se eu não correr atrás desse aprendizado, serei uma escritora analfabeta no mundo da Net, como de fato ainda estou a ser. Por esta razão, procuro informação a respeito e a compartilho com os que como eu, são desejosos de aprender...
É meu dever. Propus - me a escrever, tenho que acompanhar o desenvolvimento, porém, se for preciso, saberei ouvir bem, a linguagem peculiar do homem do campo e me maravilhar com tal.
Nasci, na zona da mata, Palmares /PE com orgulho. Cresci pescando à beira do rio que, passa no quintal da casa que meu pai – um simples caminhoneiro – herdou do meu avô, dono de uma serraria na cidadezinha de Água - Preta – PE ( Município de Palmares). Minha raiz é brejeira.. com orgulho!
Creio, que, por isso somos amigos... Temos certas afinidades. Espero-te... Certa de que bem vais entender o contexto de: “O Poeta Não tem Sexo.”
Abraços poéticos e com Tags!..

EstherRogessi, Teoria Literária: O Uso de Tangs. Categoria: Narrativa. Fonte e imagem: Web Mural dos Escritores. 21/08/09.

Creative Commons License
This obra by Attribute work to name is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil License

Nenhum comentário:

Quem sou eu

Minha foto
Baronesa da Gothia Rogessi de A. Mendes (EstherRogessi). Pernambucana, outorgada com Título Nobiliárquico - Alta Insígnia BARONESA DA GOTHIA da Augustíssima e Soberana Casa Real e Imperial dos Godos de Oriente, DAMA COMENDADORA da Real Ordem dos Cavaleiros e Damas Rei Ramiro de Leão. Comendadora pelo CONINTER ARTES.. Escritora UBE/SP; Embaixadora da Paz (FEBACLA); Artista plástica, Membro Correspondente de várias Academias de Letras e Artes Nacionais e Internacionais. Consulesa e Comendadora. Tem escritos publicados em Antologias e Revistas Virtuais, no Brasil e exterior. Publicou o seu primeiro livro solo, pela Editora Literarte intitulado "Conflitos de uma alma" Romance ISBN 978-8-5835200-8-5 EstherRogessi recebeu várias premiações nacionais e internacionais.

Tesouros Escondidos...