sexta-feira, 1 de janeiro de 2010

O SER MULHER


Quando ‘O Criador’ fez todas às coisas, desde a porção seca até as muitas águas; dos répteis até as aves; da grama verdejante até as frondosas árvores... Quando tudo se LHE apresentou perfeito, cuidou Ele, de criar o que seria mais perfeito do que toda a Sua criação: o homem!
E, deu-lhe o comando, o poder, o domínio sobre toda a carne, até mesmo, sobre a temível serpente... Porém, viu Deus, que, sendo o homem a sua obra mais perfeita, precisaria de alguém que se equiparasse a ele... Assim, ‘por fim’... criou a mulher!
Sabendo O Senhor, o potencial da ‘sua criação’... e, quão audaz, sagaz, ardilosa, sensitiva, intrépida e reconhecidamente inteligente, era ela – foi quem primeiro falou com a serpente, sem temor – cuidou para que, esta , não estivesse a frente, nem por trás do homem, mas, ‘como que a frente’ – a adjutora –, posição de quem está lado a lado.
O machismo faz com que seja propagada a idéia – machista – de que a mulher proveio do homem... Não entendem o sentido metafórico tão peculiar da Palavra. Acaso não é o homem fruto da mulher?... A ordem natural das coisas mudou...? Certamente que não!
Deus fez o homem segundo a sua imagem... faria a mulher segundo a sua resta?
Não é a mulher quem primeiro o carrega no ventre?
Não é o homem nutrido por seu corpo e formado por seu sangue?
Homens se dizem cabeça, e que, a mulher é seu pescoço...
O que é uma cabeça sem pescoço...?
Diante dessa falácia machista... apresenta-se uma teoria, não feminista, por defender a determinação divina de ser o homem cabeça, porém, de saber ser verdadeira a Palavra quanto ao fato de que, Ele não faz acepção de pessoas - que os amantes da hermenêutica não contradigam -, é óbvio que o pescoço embeleza a cabeça e lhe dá direção, permite-lhe o movimento... Penso no entanto, que se o Criador, logo após o término de Sua maravilhosa obra, percebeu que, a mesma não estava completa, faltando um ‘vital desfecho’... e, tendo feito o homem cabeça, fez da mulher simplesmente o seu cérebro... Assim, ela, a mulher, não é vista... Não está a frente, nem por trás do homem, mas, contida em cada um deles...

EstherRogessi. Escritora UBE. Mat. 3963. Artigo: O SER MULHER. Categoria: Narrativa.31/12/09.

Creative Commons License
This obra by Attribute work to name is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil License

Nenhum comentário:

Quem sou eu

Minha foto
Baronesa da Gothia Rogessi de A. Mendes (EstherRogessi). Pernambucana, outorgada com Título Nobiliárquico - Alta Insígnia BARONESA DA GOTHIA da Augustíssima e Soberana Casa Real e Imperial dos Godos de Oriente, DAMA COMENDADORA da Real Ordem dos Cavaleiros e Damas Rei Ramiro de Leão. Comendadora pelo CONINTER ARTES.. Escritora UBE/SP; Embaixadora da Paz (FEBACLA); Artista plástica, Membro Correspondente de várias Academias de Letras e Artes Nacionais e Internacionais. Consulesa e Comendadora. Tem escritos publicados em Antologias e Revistas Virtuais, no Brasil e exterior. Publicou o seu primeiro livro solo, pela Editora Literarte intitulado "Conflitos de uma alma" Romance ISBN 978-8-5835200-8-5 EstherRogessi recebeu várias premiações nacionais e internacionais.

Tesouros Escondidos...