terça-feira, 27 de abril de 2010

ENGENHO DA VIDA




Engenho de verbos
palavras moídas...
O moinho da vida
...Bagaço faz!


Um passo à frente
dois para trás!


O ébrio vagueia
nos olhos areia...
Visão de cristais!
Que ao descerem
tem gosto de sal,
Conservante da carne
... Há bem nesse mal!


Engenho de verbos,
palavras moídas,
Tal qual, é a vida!




O bambu outrora foi cana,
foi doce... Caiana.


No melaço da vida
Puxa-puxa se fez...
Quebrou-se de vez!
Veio o rapa...dura é a vida!
Rapou-lhe o viço!
Negou-lhe guarida.


Engenho da vida,
Palavras benditas,
outras mau_ditas
moinho se fez!


Gozo nas mentes mefistofélicas.
Mefistófeles sadicamente goza!
Do sofrer que n'alma impera;
da felicidade que o ser anela!
O gozador goza_ da_ dor!


No moinho da vida
no engenho do verbo,
o sofredor goza...!
Um gozo doce, suave d'amor,
seu sofrer encerra!
Moendo o moinho segue o escritor!






EstherRogessi: Poesia Livre: Engenho da Vida. Categoria: Poética, 27/04/10
Creative Commons License
This
obra by Attribute work to name is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil License

Nenhum comentário:

Quem sou eu

Minha foto
Baronesa da Gothia Rogessi de A. Mendes (EstherRogessi). Pernambucana, outorgada com Título Nobiliárquico - Alta Insígnia BARONESA DA GOTHIA da Augustíssima e Soberana Casa Real e Imperial dos Godos de Oriente, DAMA COMENDADORA da Real Ordem dos Cavaleiros e Damas Rei Ramiro de Leão. Comendadora pelo CONINTER ARTES.. Escritora UBE/SP; Embaixadora da Paz (FEBACLA); Artista plástica, Membro Correspondente de várias Academias de Letras e Artes Nacionais e Internacionais. Consulesa e Comendadora. Tem escritos publicados em Antologias e Revistas Virtuais, no Brasil e exterior. Publicou o seu primeiro livro solo, pela Editora Literarte intitulado "Conflitos de uma alma" Romance ISBN 978-8-5835200-8-5 EstherRogessi recebeu várias premiações nacionais e internacionais.

Tesouros Escondidos...