sábado, 4 de setembro de 2010

O DIA MUNDIAL DA AMAZÔNIA


Comemoramos no dia 05 de setembro o Dia Mundial da Amazônia. Sabemos que aos cinco dias do mês de setembro do ano de 1850, foi legalmente criada através da Lei nº 582 a Província do Amazonas, dessa forma, houve a separação dessa região com a então Província do Pará.

Em verdade, anos se passaram e hoje, ao presenciarmos tamanha devastação ambiental, a destruição das florestas e consequentemente dos silvestres que têm nela o seu habitat; e, que dessa forma, consecutivos desiquilíbrios ambientais são gerados, como que, provocando o efeito dominó, até chegar a nós – o homem -, como de fato, hoje se vê; sem que venhamos a acordar, a tomar decisões e a executá-las, em prol da continuidade da vida no planeta; da preservação da natureza. A Amazônia, a “nossa” Amazônia, “doada gentilmente” ao MUNDO. Pois, é conhecida pelo jargão: O PULMÃO DO MUNDO.

Mais de um século se passou, precisamente 160 anos, desde a Lei 582, quando então o “Pulmão do Mundo” era saudável, esbanjava saúde. Podíamos alegremente comemorar a referida data, pois, seria como que, comemorar o aniversário do mundo, o nosso aniversário. Hoje, essa comemoração adquire outra denotação que não a de aplausos e /ou alegria. A Amazônia está em agonia. Solidarismo é a palavra; abraço à causa em prol da vida!

Esse abraço a causa em prol da vida, ou seja, a preservação da Amazônia, acontecerá quando houver conscientização de que a questão é muito mais econômica do que ambiental. Quando forem geridos projetos sérios e viáveis. Tanto quanto o é, a Zona Franca de Manaus que, possui centenas de indústrias de alta tecnologia gerando milhares de empregos diretos e indiretos. Dessa forma, nessas áreas em que há retorno econômico para os seus habitantes, as áreas florestais se apresentam menos devastadas. Pois, no “Santuário do mundo,” os seus santos precisam de alimento diário. E na falta do arroz e feijão, da agonia em ouvir o choro dos filhos pelo leite... Santo se transforma em CUPIM... Haja mata!

EstherRogessi.Escritora UBE. Mat.3963.Crônica O DIA MUNDIAL DA AMAZÔNIA.04/09/10
Imagem Web. Fonte: Web


Creative Commons License
This obra by Attribute work to name is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil License

Nenhum comentário:

Quem sou eu

Minha foto
Baronesa da Gothia Rogessi de A. Mendes (EstherRogessi). Pernambucana, outorgada com Título Nobiliárquico - Alta Insígnia BARONESA DA GOTHIA da Augustíssima e Soberana Casa Real e Imperial dos Godos de Oriente, DAMA COMENDADORA da Real Ordem dos Cavaleiros e Damas Rei Ramiro de Leão. Comendadora pelo CONINTER ARTES.. Escritora UBE/SP; Embaixadora da Paz (FEBACLA); Artista plástica, Membro Correspondente de várias Academias de Letras e Artes Nacionais e Internacionais. Consulesa e Comendadora. Tem escritos publicados em Antologias e Revistas Virtuais, no Brasil e exterior. Publicou o seu primeiro livro solo, pela Editora Literarte intitulado "Conflitos de uma alma" Romance ISBN 978-8-5835200-8-5 EstherRogessi recebeu várias premiações nacionais e internacionais.

Tesouros Escondidos...