quinta-feira, 2 de setembro de 2010

O PREÇO DO SONHO

A Net é geratriz de sonhos febris...

A poesia e similares crescem dia-a-dia. Novos autores surgem de toda parte; talentos escondidos que, anos atrás se contentavam, em ter os seus rabiscos guardados no fundo da gaveta, amarelando e que não se encorajavam sequer a mostrá-los aos mais íntimos. Sonhos... tão somente sonhos. Hoje, vivenciam e vêem os seus sonhos transformados em realidade. E, vão além... sonham em publicá-los, em tê-los encadernados, vê-los transformados em livros!

A Net nos proporciona a oportunidade de sermos lidos em todo o mundo. De forma fácil, rápida, abrangente e sem custos financeiros. Tira-nos do anonimato, do fundo das gavetas... e, nos proporciona a admiração, respeito e até mesmo, suscita em muitos a inveja por nossa intelectualidade, dom criativo e sapiência em fazermo-nos entender.

Porém, temos que ter cautela em repassarmos o que criamos. Temos que fazê-lo de forma que satisfaça antes de tudo a nós mesmos. Sonhar é bom e necessário, nos impulsiona a alcançarmos metas. Porém, não busquemos o delírio! Não percamos a moderação... Busquemos equilíbrio e tenhamos os olhos abertos... Dediquemo-nos à leitura, para adquirirmos boas matérias, consistentes e inteligentes. Estruturadoras de fato.

Há dezenas de Blogs, de páginas, de autores com suas multiplicidades de sentires. E, comumente, vemos a busca febril em cada um deles, de postar, produzir .. por não lhes ser admissível a falta de publicação diária, para mostrar competência assídua e manter leitores em números crescentes.
Assim, se arriscam a escreverem textos sem qualidade e até mesmo a serem repetitivos..,se espelham no que lêem de outros, não buscam originalidade... Pois, isso, custa meditação, pesquisa e criação de fato. Enganam-se buscando a fama no muito escrever, ela - a fama - pode vir oriunda do escrever bem e bem escrever, jamais do muito escrever.

Autores febris e compulsivos pescam d’outras fontes, para postarem diariamente mantendo-se em evidência; por outro lado, inescrupulosos editores, pescam-nos e lançam armadilhas editoriais para nos atrair e inescrupulosamente, ter nossos escritos, os quais registram até mesmo fora do país, dando-lhes outro título e ganham fortunas, através desses, dos escritos que colocamos em suas mãos e damos-lhes legalidade inocentemente.., diante do desejo de ascensão... de fama.

A UBE publicou há pouco uma nota textual da CBL (Câmara Brasileira do Livro) alertando os associados sobre a abordagem de empresa que conhecendo os sonhos de milhares de novos autores, em ter publicados os seus livros, prometeu-lhes a concretização desse sonho no exterior - pura armadilha -. A CBL informa aos autores brasileiros que foram abordados pela ONG “Ponte dos Sonhos” que promete textualmente traduzir e publicar livros no exterior - diz o artigo ter sido a informação pescada no site da organização - “tivemos a idéia de criar um livro em que selecionaremos 100 textos de temas variados e transformaremos no livro Ponte dos sonhos (do Brasil para Frankfurt o melhor de nossa terra) o livro será levado pelo stand CBL e acompanhado pela diretora executiva Sarah Aniston,”.

Bem,a CBL afirma se tratar de informação mentirosa e desconhecida por seus representantes legais.
Foi solicitado pela dita ONG um depósito bancário proposto pela Ponte dos Sonhos, indicando as contas bancárias em nome de Izabelle Valladares e NGN Soluções, pode configurar fraude. A CBL vai interpelar a organização Ponte dos Sonhos extra-judicialmente, pelo uso indevido de sua sigla, além de assumir todas as demais atitudes jurídicas aplicáveis. ( Portal UBE 26.08.10)


Devemos nos precaver sempre. Aprendamos a não acreditar em todos os concursos, principalmente, os pagos; a não acreditarmos em Agentes Culturais que nos prometem publicações, exigem nossos depósitos bancários e não assinam nada à benefício dos autores – podemos estar lidando com impostores, caçadores de tesouros alheios. Busquemos sempre imprimir tudo quanto pudermos obter, para nossa futura defesa, em doc.PDF -; aprendamos a só inscrevermos os textos, registrados na Biblioteca Nacional.

E, continuemos crendo que existe gente honesta e desconfiando de quem fez um cesto... poderá fazer mil!



EstherRogessi.Escritora UBE. Crônica: O Preço do Sonho. Fonte da Nota: Portal UBE /SP 02/09/10



Creative Commons License
This obra by Attribute work to name is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil License.

Nenhum comentário:

Quem sou eu

Minha foto
Baronesa da Gothia Rogessi de A. Mendes (EstherRogessi). Pernambucana, outorgada com Título Nobiliárquico - Alta Insígnia BARONESA DA GOTHIA da Augustíssima e Soberana Casa Real e Imperial dos Godos de Oriente, DAMA COMENDADORA da Real Ordem dos Cavaleiros e Damas Rei Ramiro de Leão. Comendadora pelo CONINTER ARTES.. Escritora UBE/SP; Embaixadora da Paz (FEBACLA); Artista plástica, Membro Correspondente de várias Academias de Letras e Artes Nacionais e Internacionais. Consulesa e Comendadora. Tem escritos publicados em Antologias e Revistas Virtuais, no Brasil e exterior. Publicou o seu primeiro livro solo, pela Editora Literarte intitulado "Conflitos de uma alma" Romance ISBN 978-8-5835200-8-5 EstherRogessi recebeu várias premiações nacionais e internacionais.

Tesouros Escondidos...