domingo, 17 de outubro de 2010

PROFESSOR O QUE COMEMORAR NESSE DIA?


Seria bom que tivéssemos muito a comemorar no “Dia do Professor.” Profissão
magnânima, imprescindível para a formação de futuros cidadãos.

Para que uma nação seja próspera, faz-se necessário que se invista e que se dê prioridade a saúde, educação e cultura do seu povo. Faz-se imprescindível, também, um governo instruído e sábio, em todos os escalões: vereadores, deputados e todos os possíveis etcétaras.


O conhecimento adquirido por cada um desses, do vereador ao presidente, deve-se certamente aos educadores, aos formadores de cidadãos, desde o maternal, até a pós, doutorado, mestrado... De forma que, o que hoje governa a nação o deve aos seus mestres. Porém, lança-os no esquecimento... Muitas dessas “enciclopédias ambulantes” observam hoje, no poder, semi-analfabetos, usufruindo de salários exorbitantes, diante da sofrível realidade salarial brasileira. Com mordomias dignas de uma realeza: carros, combustível, casas, viagens,hotéis,alimentação, roupas, altos salários, além de todas as facilidades criadas, por eles e, para eles. Salário intocável e só acrescido. Quase nenhum, trabalho e muito riso...


O educador brasileiro sobrevive com salário de fome, mesmo sendo enciclopédias vivas e ambulantes; se alimentam mal – pelo salário ínfimo diante da desvalorização da classe, por parte dos que exercem o poder. Desdobram-se indo e vindo a vários centros educacionais, visando uma renda maior, tal como, os profissionais da saúde – que correm a dar plantões em vários hospitais, para sobreviverem com um pouco mais de dignidade, mesmo que – irresponsavelmente –, consultem em tempo Record o que está morrendo na fila de espera - dos postos médicos e hospitais emergenciais -, desde a madrugada.


Diante dessa triste realidade brasileira, até então, não há motivo de comemoração por parte dos nossos educadores. Às conquistas adquiridas, a muito custo, nada são além de direitos que chegaram tardiamente – digá-se de passagem.


Falá-se na possibilidade de o professor do futuro usar a tecnologia, transformando o pedagógico em virtual. Há o risco, de que, futuramente, o profissional de educação se torne mais invisível do que hoje o é? É inegável o poder tecnológico. A informática e suas maravilhosas ferramentas são deveras, sensacionais! Estimulam o aprendizado, dinamizam e focam a atenção de alunos de todas as faixas etárias, para o então desejado. Porém, a figura tradicional do professor interagindo em sala de aula com os seus alunos; o calor humano; o emocional captado por esses profissionais amorosos, que são um pouco: pais, amigos, psicólogos, conselheiros... jamais serão substituídos pela máquina.

(...) “Há a possibilidade do uso da tecnologia e de toda uma infra-estrutura de comunicação a serviço da educação, constitui-se na condição básica para viabilizar um projeto de educação para o novo século. Porém, somente esta condição não é suficiente para criar um modelo pedagógico. É necessário investir na capacitação humana e na preparação do professor, e assim, com certeza termos a figura do professor do futuro”(...)
(Solange Gomes da Fonseca)


O governo brasileiro precisa urgentemente priorizar o investimento em Saúde, Educação e Cultura.


Investir na capacitação humana e na preparação do professor, infelizmente, sem
condição de aperfeiçoamento profissional, e, acesso às novas tecnologias -. O professor do futuro, certamente, estará inteirado e integrado ao mundo tecnológico; informatizado, e, saberá usar e transformar todas às ferramentas possíveis, em metodologias educacionais que possibilitarão, grandemente, um maior aprendizado da minoria - classe abastada-. Sabemos, que, a nossa nação é constituída de uma maioria famigerada, desprovida do próprio alimento, quanto mais, da possibilidade de possuir em seus lares computadores e suas maravilhosas ferramentas tecnológicas. A criança e/ou o jovem que, faz informática gratuita, não tem como praticá-la, por está impossibilitado de possuir um PC.
Com os nossos professores não é diferente. É com grande pesar que, fazemos parte de um país, onde a “Saúde e Educação” estão muito distantes de serem vistos, como que, “Prioridade Nacional.”


Parabéns Professor por o seres... Parabenizarei o teu dia, quando chegar o nosso dia!

EstherRogessi.Artigo:Professor o que comemorar nesse dia? Categoria Narrativa.17/10/10

Nenhum comentário:

Quem sou eu

Minha foto
Baronesa da Gothia Rogessi de A. Mendes (EstherRogessi). Pernambucana, outorgada com Título Nobiliárquico - Alta Insígnia BARONESA DA GOTHIA da Augustíssima e Soberana Casa Real e Imperial dos Godos de Oriente, DAMA COMENDADORA da Real Ordem dos Cavaleiros e Damas Rei Ramiro de Leão. Comendadora pelo CONINTER ARTES.. Escritora UBE/SP; Embaixadora da Paz (FEBACLA); Artista plástica, Membro Correspondente de várias Academias de Letras e Artes Nacionais e Internacionais. Consulesa e Comendadora. Tem escritos publicados em Antologias e Revistas Virtuais, no Brasil e exterior. Publicou o seu primeiro livro solo, pela Editora Literarte intitulado "Conflitos de uma alma" Romance ISBN 978-8-5835200-8-5 EstherRogessi recebeu várias premiações nacionais e internacionais.

Tesouros Escondidos...