terça-feira, 16 de fevereiro de 2010

DEBATE LITERÁRIO SILVIA MENDONÇA X ESTHER ROGESSI



Temática A Natureza Mansa (OU Não) Do Homem


SILVIA MENDONÇA



Jesus se declarou manso e humilde de coração (Mateus, 11.29). Mas não podermos considerar a "mansidão" de Jesus como o contrário de violento, pois o violento faz mal à própria alma: não tem paz nem vive tranquilo. Os violentos gritam e brigam para fazerem valer os seus direitos. Jesus era enérgico: sabia agir, intervir, nos momentos em que era necessário (a exemplo do que aconteceu no Templo Sagrado), mas sempre com mansidão, sem violência nem ira. Gandhi escolheu a não-violência como uma maneira de buscar a paz. Nem por isso, deixava de ser enérgico, firme, em seus propósitos. Assim acontece com muitos pacifistas! Sabemos que a mansidão não é bem vista por ser associada ao comportamento do "cordeiro", àquele que se submete sem maiores questionamentos. Mas, ser manso feito um cordeiro equivale a ser-se totalmente passivo?



EstherRogessi



Neste debate falamos muito sobre mansidão - temática principal - e sentimentos outros, tais quais, bondade, humildade, perseverança e variantes. No debate anterior: Rosana X Esther foi esclarecida a reação do Senhor Jesus - a sua ira – quando da invasão de mercadores ao Templo Sagrado. A escritora Silvia Mendonça, reforça a tese por mim explicitada em tal texto, concernente ao fato de que, mesmo durante e após a ira do Senhor no Templo, em momento algum , Ele deixou de ser manso. Porém deixei claro o meu posicionamento quanto ao fato de que, ira é ira, quer no homem natural, quer no homem santo. A diferença está na forma de fazê-la fluir, de lhe dar expansão.

Sendo eu uma líder religiosa, diga-se de passagem , de mente aberta, sem fanatismo, sem falsa-moralidade, hipocrisia, mas, antes de tudo, primando pela verdade dos fatos, analiso o "Santo e o Profano." Busco coerência nas ações e reações humanas, por crer, que mesmo o santo, viveu em forma humana e esteve sujeito aos mesmos sentimentos, ações, reações e por que não dizer às mesmas falhas - a Bíblia Sagrada, não as omite - ? Todo ser humano - santo ou não - está sujeito a cometê-las. A diferença se encontra no fato de que a ira do santo é momentânea e justa! Mas, é ira em sua mansidão, o que antes foi bem explicitado, de forma coerente.
Como bem diz a escritora 'Silvia Mendonça' Sabemos que a mansidão não é bem vista por ser associada ao comportamento do "cordeiro", àquele que se submete sem maiores questionamentos.



EstherRogessi



Respondendo a pergunta da escritora: Mas, ser manso feito um cordeiro equivale a ser-se totalmente passivo?



EstherRogessi



Passividade é próprio do inerte, inativo, morto-vivo. Todo homem , quer santo, quer natural, deve ter um caráter definido e atitudes coerentes a esse. Mansidão é mais que um falar polido – quantos cuidam do tom da voz, falam baixinho, porém, baixinho distribuem seu veneno a conta-gotas; quantos ardem em inveja. Há até quem chegue aparentemente manso e intente pregar uma peça contra alguém. Vou tentar ilustrar um fato coerente com esse questionamento:



"Em um site chegou alguém e convidou uma escritora para lançar um projeto. Encorajou-a insistentemente. Pediu para que a mesma, lançasse convites, aos da rede. A escritora creu e lançou tais convites. Acreditou na sinceridade da colega, desconhecia a sua verdadeira intenção . Totalmente inversa ao que pensara, acreditara. A que lançou a idéia, deu até nome ao projeto. Porém, se esquivou totalmente da participação na parceria por ela mesma proposta. Sequer um comentário postou. Teria sido simplesmente um teste da colega? Porém, a que creu, perseverou e, levou adiante. Existem pessoas que costumam honrar o prometido. Somos nós mesmos quem regamos, fazemos crescer (ou não) a credibilidade de tantos quantos, investem confiança em nós.O projeto foi levado adiante. A escritora testada, confiou, exerceu fé e perseverança.Porém, viu-se rodeada por lobos, em complôs contra o que lhe fora proposto. Houve arrazoamentos entre eles - lobos travestidos de cordeiros - , obra má ,contra a que abraçou por fé a tal projeto e com a intenção única de fazer crescer e inovar , para o bem de todos quantos, fazem a rede, inclusive do próprio DONO. Dessa forma, consciente da verdade, tanto quanto, do que ocorria ' por trás dos bastidores' resolveu seguir só...Como que não entendesse o que ocorria -a mansidão gera sabedoria -.



SILVIA MENDONÇA



Será que quando Jesus proclama "felizes os mansos", elogiava a passividade? Tenho certeza que não: quando elogiava a mansidão, Jesus não fazia apologia da desistência. Ser manso pode ser comparado a ser tranquilo? Observemos os peritos que desativam bombas; sem perderem o sangue frio, estes arriscam as suas vidas ao lidarem com esses engenhos mortíferos. Hoje, a mecanização deste trabalho contribui sem dúvida para reduzir muito o perigo. Quem nunca viu estes especialistas, deitados de barriga para baixo e, com extrema minúcia, desativarem explosivos? Não acredito na "natureza mansa dos homens". Mas acredito que esse pode ser um debate fantástico.
Conta comigo, Esther. Beijos da Silvia



EstherRogessi



Acreditemos sim, NA NATUREZA MANSA DO HOMEM, desde que saibamos discernir que, mansidão não é apatia, comodismo, conivência e/ou inércia; não é ser tal qual 'cordeiro' pois, se o cordeiro for ao lobo em pele de cordeiro, com certeza será devorado, porém, o manso em certas ocasiões na vida, vê-se forçado a travestir-se de lobo para enfrentar lobos e não sair do confronto dilacerado! Por mais manso que possamos ser, haverá sempre lobos ferozes querendo nos devorar vivos. O apático, o abatido, será devorado, dilacerado, tamanha a inveja reinante entre os homens.

Disse a escritora Silvia Mendonça: Não acredito na "natureza mansa dos homens". Mas acredito que esse pode ser um debate fantástico.



EstherRogessi O que compartilha da bela arte -a escrita - em suas múltiplas formas, confirma do mesmo espírito, cujo principal objetivo é "Estruturar Vidas Através Das Letras." (EstherRogessi)

EstherRogessi.Escritora UBE Mat.3963.Debate Literário:A Natureza Mansa (ou Não)Do Homem.05/02/10. Creative Commons License
This obra by Attribute work to name is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil License

Nenhum comentário:

Quem sou eu

Minha foto
Baronesa da Gothia Rogessi de A. Mendes (EstherRogessi). Pernambucana, outorgada com Título Nobiliárquico - Alta Insígnia BARONESA DA GOTHIA da Augustíssima e Soberana Casa Real e Imperial dos Godos de Oriente, DAMA COMENDADORA da Real Ordem dos Cavaleiros e Damas Rei Ramiro de Leão. Comendadora pelo CONINTER ARTES.. Escritora UBE/SP; Embaixadora da Paz (FEBACLA); Artista plástica, Membro Correspondente de várias Academias de Letras e Artes Nacionais e Internacionais. Consulesa e Comendadora. Tem escritos publicados em Antologias e Revistas Virtuais, no Brasil e exterior. Publicou o seu primeiro livro solo, pela Editora Literarte intitulado "Conflitos de uma alma" Romance ISBN 978-8-5835200-8-5 EstherRogessi recebeu várias premiações nacionais e internacionais.

Tesouros Escondidos...