sábado, 8 de outubro de 2011

Antoine Laurent de Lavoisier

A ntoine Laurent de Lavoisier (1743-1794). Graduado em direito sem jamais exercer a profissão.
N ão necessitaram senão de um momento para fazer cair essa cabeça e cem anos não serão suficientes para reproduzir outra semelhante. Palavras de Lagrange
Tratado Elementar da Química ( 1789), publicação considerada, marco da Química Moderna.
O governo monárquico era mal visto pela população, tanto quanto, a Ferme Générale – organização financista – que coletava impostos abusivos e repressivos, isentando o clero e o governo.
Impostos relativos a um grande número de produtos comerciais, cobrados às classes inferiores, sistema opressivo e corrupto.
Não passaram despercebidos no clima conturbado da França pré- revolucionária.
Essa associação terminaria por custar-lhe a vida... Tirada aos 51 anos de idade.

Lavoisier foi acusado de peculato – desvio do dinheiro público –, julgado culpado, conduzido a guilhotina em 8 de maio de 1794.
A ciência de uma forma geral, foi a paixão de Lavoisier. Sentiu-se estimulado durante o seu curso universitário a assistir aos cursos de professores conceituados ligados à essa área.
U niversidade de São Petersburgo onde Lavosier doutorou-se. Graduou-se em direito.
Reações químicas: Lavoisier tomou como axioma ou seja, verdade formal, que, nas reações químicas, a matéria não é criada nem destruída
Ele publicou uma tabela com 32 elementos – hoje, encontramos 92 na natureza –, percebeu que algumas substâncias que não tinham sido decompostas, como a soda e a potassa, seriam no futuro desdobradas em elementos.
N ão podemos descartar a sábia conclusão, de que, quando Lavoisier se referia à análise química, ele tinha em mente a análise quantitativa: a água não é apenas formada de hidrogênio e oxigênio, nomes que criou.
T eorias foram deixadas por ele, para o bem da humanidade, não chegou à teoria atômica da matéria, o que teria permitido escrever para a água a fórmula H20. Caso não tivesse morrido tragicamente, provável seria ter-se antecipado ao britânico John Dalton (1766-1844), o primeiro a conceber átomos cientificamente.

D uzentos anos após a sua trágica morte é avaliado como o precursor da química moderna.
E assim, devemos a Lavoisier, em sua concepção moderna, o começo de todo conhecimento químico, a análise química, nascida através dele.

L avoisier foi o primeiro a realizar a análise de substâncias orgânicas, queimando-as em oxigênio e pesando a água e o gás carbônico formados. Foi assim, um precursor da química orgânica.
A rmand Séguin (1767-1835), em 1789 junto a Lavoisier, estudaram a respiração do homem e de alguns animais, medindo o oxigênio consumido, o vapor d'água, o gás carbônico e o calor produzidos.
Vários países obtiveram a tradução do “Tratado Elementar da Química”, escrito por Lavoisier( 1789).
O Lavoisier era filho de uma família pertencente a nobreza francesa, recebeu uma ótima educação.estudou nos melhores colégios da França.
S abemos que a freqüente utilização da balança, pode ser considerada uma das principais características do trabalho de pesquisa de Lavoisier.
Isso o levou a descoberta da importância fundamental da massa da matéria, em estudos químicos, o que o fez concluir, que, a soma das massas dos reagentes é igual à soma das massas dos produtos de uma reação, ou seja, a famosa "Lei da conservação das massas".
E sabemos dever a Lavoisier a conclusão de que a água é uma substância composta, formada por hidrogênio e oxigênio. Isso, na época, foi surpreendente, pois a água era tida como substância simples, ou seja, impossível de se decompor.
Respiração e transpiração – fisiologia – estudo ao qual dedicou-se até o dia de sua morte.

EstherRogessi.Escritora. Mat. UBE 3963. Acróstico:Antoine Laurent de Lavoisier.Categoria: Poética.21/09/09.

Nenhum comentário:

Quem sou eu

Minha foto
Baronesa da Gothia Rogessi de A. Mendes (EstherRogessi). Pernambucana, outorgada com Título Nobiliárquico - Alta Insígnia BARONESA DA GOTHIA da Augustíssima e Soberana Casa Real e Imperial dos Godos de Oriente, DAMA COMENDADORA da Real Ordem dos Cavaleiros e Damas Rei Ramiro de Leão. Comendadora pelo CONINTER ARTES.. Escritora UBE/SP; Embaixadora da Paz (FEBACLA); Artista plástica, Membro Correspondente de várias Academias de Letras e Artes Nacionais e Internacionais. Consulesa e Comendadora. Tem escritos publicados em Antologias e Revistas Virtuais, no Brasil e exterior. Publicou o seu primeiro livro solo, pela Editora Literarte intitulado "Conflitos de uma alma" Romance ISBN 978-8-5835200-8-5 EstherRogessi recebeu várias premiações nacionais e internacionais.

Tesouros Escondidos...